Minha lista de blogs

quinta-feira, setembro 26, 2013

Garis, viva eles.

Garis
Sempre que passo por um Gari, além de cumprimentar, tento ter uma conversa rápida.
Pergunto de lixos.
Se continuam(o povo), na mesma intensidade, jogando lixos nas ruas.
E eles acham que sim.
Aproveito e digo, até afirmando, que ele, antes de ser Gari, também jogavam lixos nas ruas, no chão.
Nunca concordam.
Alguns trabalham cantando, já ouviram?
Certamente, não ouviram.

Garis
Hoje, presenciei um absurdo.
Parei o carro no sinal e estava perguntando de lixo, ao Gari, quando, de repente, passa, voando, uma garrafa plástica.
Pois não é que  uma imbecil jogou a garrafa para o Gari pegar?
E a desgraçada, ainda gritou para o Gari: "Pega aí!"
Além do susto que tomei, ficou minha indignação com esse povo nojento.
Aliás, nem sei se ainda fico indignada.

Garis
As vezes que atendo paciente que trabalham como Gari, observo que o nível de instrução melhorou.
A conscientização do valor do trabalho deles, melhorou.
Não melhorou mais porque as políticas públicas para educação, não são boas, nem são levadas a sério.
Mas fica o registro. Lixo é para ser jogado em lixeiras.
E se não tem lixeiras por perto, carregue na sua bolsa.
Liliane

29 comentários:

Lia Gloria disse...

Liliane, pelerine é a peça de sobrepôr nos ombros? Eu não sabia o nome...

Só tu mesmo pra lembrar de fazer uma postagem dessas, para esses heróis!
Ofício duro, pouco reconhecido, e tão mal remunerado.
Fiquei com ódio da mulher, por isso que as vezes compro briga na rua.

bjs

Nal Pontes disse...

Oi liliane, postagem interessante. Ainda ontem estava no terraço de minha casa quase meia-noite, sentada olhando o lindo cenário. Qd passou o carro do lixo e fiquei observando como eles trabalham sob perigo desce do carro ainda em movimento sobe tmb com o carro já em movimento e ainda corre o risco de ser atropelado qd o motorista precisa dar ré, como foi o caso de ontem aí um deles gritou Pare para o motorista. Vá q ele não grita. Outro é o mau cheiro q as vezes eles tem q passar qd estão em cima do Carro. Isso ainda me fez lembrar de um carro do lixo q descendo numas das ladeira aqui no bairro em q moro, perdeu o freio e um dos gari começou a gritar para q as pessoas saíssem da frente q o carro estava sem freio. Mas no final qd o carro chegou embaixo quem acabou morrendo foi ele mesmo. Triste não?
Parabéns pela postagem. Os gari merecem sim o nosso respeito e nós devemos cuidar bem onde jogamos e como jogamos o nosso lixo. bjsss

ANGELA ARTESANATO disse...

Liliane, gostei do que você publicou, é sempre bom lembrar dos mais esquecidos, parabéns .
ESTA É PARA TODOS REFLETIREM A RESPEITO DO QUE VOCÊ PUBLICOU.

GARI NÃO É LIXO
Pense num trabalho ingrato e sujo!
Garis são esses homens que passam dia e noite vasculhando as ruas, à cata de entulhos.
Compenetrados, cabeças baixas, tentando esconder-se dos olhares de pessoas que passam, atentos ao que estão fazendo, no nosso benefício, eles apenas trabalham.
Sempre os encontramos, inclusive nos veículos coletores de lixo.
Mas eles passam despercebidos, como se fossem apenas sombras, pessoas excluídas e invisíveis, enfrentando intempéries, cães ferozes, perigos de contaminação com cortes de cacos de vidros e produtos ácidos, contaminações do lixo hospitalar e outros tipos de desgraças, eles nos prestam um inestimável serviço.
Somos desatenciosos com esses laboriosos e silenciosos trabalhadores do nosso cotidiano.
Nunca nos aproximamos deles.
Vemo-los como se fossem portadores de doenças transmissíveis pelo simples olhar, pelo sorriso, pelas mãos sujas e calejadas, pelas roupas surradas.
Não é tarefa fácil correr oito horas de dia ou de noite, no sol ou na chuva, atrás de um caminhão coletor do nosso lixo.
Pense na sua residência sem coleta de lixo!
Faça uma experiência. Deixe-a com lixo acumulado durante apenas quinze dias.
Depois me conte o resultado.
Nunca os cumprimentamos, com medo de comprometermos nossa imunidade ou identidade pessoal.
Talvez eu até já tenha pensado: que me importa o lixeiro!
Entretanto, eles têm sentimentos, famílias, religiosidades, falam, sofrem, sorriem,
sonham com uma vida melhor.
Têm fé e esperança nos seus corações de seres humanos.
Da próxima vez que você tiver oportunidade, dê um bom dia para o gari.
Este gesto não fará esse humilde trabalhador mais rico ou mais pobre, mas, asseguro que tocará direto no fundo do seu coração, por ter sido considerado uma pessoa. Por ter sua presença notada.
O gari é nosso irmão em Cristo, que nos quer todos irmãos.
(Esta máxima de Jesus precisa ser verdadeira e não da boca pra fora)
Autor: Rivaldo Cavalcante

Abraços
Ângela

Minha vida de campo disse...

Olá, somo parecidas, aqui todos são meus amigos, pois sempre tenho muito lixo e meu marido junta tudo, tenho um complô com os garis, deixo escondido o lixo e eles entram em minha casa e pegam quando meu marido não está. E eles sempre cantam e correm muito.
Bjos e tenha um ótimo dia.

Daniela disse...

Oi Liliane, gostei muito deste post seu e concordo com você, aqui na minha rua geralmente eu não estou quando eles passam com caminhão, mas as meninas que fazem a limpeza da rua eu já encontrei varias vezes e sempre damos um dedinho de prosa, mas geralmente sobre o tempo..rsrs
eu ensino minhas crianças desde pequenas e sabem que lixo a gente não joga na rua, minha bolsa sempre tem um papel de bala eu um chiclete mascado embaladinho...rsrs pois eles nunca jogam no chão, sempre me devolvem para eu colocar na bolsa caso não tenha um lixinho por perto, afinal educação vem de berço... beijo e boa quinta!

Marly disse...

Oi, Lili,

Tenho andado às voltas com as obrigações fora da Internet e meio ausente na web, exceto pelas rápidas passadas no Facebook, rsrs.
Mas já li agora tudo o que foi postado desde a minha última visita, viu? Fiquei pensando se fotografei o avental que você me deu e, pelo sim pelo não vou fotografá-lo de novo, rsrs. Ele e outro que ganhei recentemente são os meus preferidos, pois durante muito tempo só ganhei aventais que amarram na cintura e não protegem a parte de cima da roupa, rsrs.
Quanto aos garis, acho o trabalho deles indispensável, acho que eles merecem muito respeito mesmo. Aqui há uma lei que pune quem jogar lixo na rua, ainda que seja só um papel de bala. Mas a fiscalização é impossível, melhor investir mesmo na educação do povo, rsrs.

Um beijo!

Ana Maria Braga disse...

Acho importante o trabalho dos garis.Vivem correndo e apanhando lixos.
Tb valorizo o trabalho dos catadores de lixo (reciclagem). Como acho isso importante para nosso planeta! Imagine ai se não tivesse esse serviço!!
Nosso povo é mal educado.
Lembro que há anos, quando passei férias ai contigo, tu já levavas para a praia sacos de plástico e ficavas limpando todo o lixo que tinha a nossa volta. Até hj comento, aqui.
Vc. é exemplo. Bjs

Mona Lisa disse...

Infelizmente a falta de civismo é uma constante!

Beijinhos.

luci disse...

Liliane querida.
Você trouxe um post interessante.
Pois esses valorosos trabalhadores, fazem muito por nós. Adorei o post. Beijos Luci

lenalima disse...

apoiado Liliane
os da minha rua estão sempre alegres e assobiando...e cantando! bj

lenalima disse...

apoiado Liliane
os da minha rua estão sempre alegres e assobiando...e cantando! bj

lenalima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O meu pensamento viaja disse...

Educação é fundamental para mudar comportamentos!

Eva disse...

Que postagem linda, adorei o tema, viva os garis! bjos.

Christiane Garcia disse...

Liliane, esse é um trabalho essencial e infelizmente desvalorizado. Eu sou do tipo que carrega o lixo na bolsa e ensino ao Lucas a fazer isso.
Parabéns por esse post, por essa homenagem e por seus gestos do cotidiano. Vc é uma pessoa singular!
Bjs

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Liliane... infelizmente tem muita gente sem educação neste mundo... tem gente que fala que joga lixo no chão para dar trabalho aos garis, mas morrer pra dar trabalho ao coveiro ninguém quer, né?
Beijosss!!!

Pedrita disse...

essa postura da escravidão que muitos ainda carregam é abominável. pedir para alguém que trabalha na sua casa pra ir buscar um copo dágua tb é um absurdo. só justifica se a pessoa está impossibilidade de levantar pq tem algum problema físico. pq se é saudável, levanta e vai buscar a água. tratar os outros como serviçais seus é assustador. tb muitos vem adquirindo o hábito de se acharem superiores pq estão em altas funções em empresas. podem até tratar com um "certo respeito" funcionários com salários menores. mas muitas vezes é algo de cima para baixo. para não se misturarem. e tb não fazem serviços que são de subalternos. esse tema vai longe. triste. beijos, pedrita

Lilasesazuis disse...

Oi, Liliane,

Sou amiga das duas garis que varrem diariamente a praça onde nas manhãs, caminho com minhas cadelinhas.

Minhas pequenas já conhecem a Thais e a Valdeci, correm fazer festas...rsrsrsrsr...

Que absurdo a atitude daquela infeliz!!

Todo trabalho merece respeito!

Querida, estou saindo quase todos os dias com minha mãe para cuidar da papelada....e agora, vamos fazer vários exames médicos...é preciso...estamos debilitadas.

Minha mãe diz que está bem, mas, já a convenci que agora precisamos nos cuidar, pois vamos viajar, vamos sair um pouquinho por esse mundo grande!!

No próximo verão/outono europeu, estaremos na Espanha - terra dos seus pais , que ela sempre quis conhecer!! Semana que vem vou começar as pesquisas sobre roteiro, hotéis e passagens.

Liliane, tenha um ótimo final de semana, com muita paz em seu lar!!

beijinhos,

Lígia e =ˆˆ=

Montana disse...

Liliane, aqui em Portugal os mais jovens e as crianças já têm cuidado com o lixo, reciclagem etc. Quanto aos mais velhos muito poucos são os que se preocupam com o lixo e o meio ambiente.
O marido ainda continua na unidade de tratamentos continuados. Algumas melhoras mas tudo muito lento.
Bjs.

Nina Braz disse...

Oi Liliane,
Esses dias fiquei indignada ao ver um senhor, bem vestido, que deveria ser bem instruído, jogar uma carteira de cigarro no chão, se eu não estivesse dentro do carro, juntaria com certeza.
Eu também guardo os papéis na bolsa e nos bolsos (e depois esqueço de jogar no lixo, hahaha)
Beijos

Angélica disse...

Ay amiga me fallo la comprensión del portugués , que tenga un lindo fin de semana

sandra neiva disse...

Olá liliane,

olhe que não me esqueci das árvores de fruto, apenas vou mostrar na próxima publicação com uma receita de maçã.
Tirei também a outras árvores.
Quanto a este post aqui por Portugal infelizmente também é a mesma coisa, embora haja menos lixo pois somos sempre muitos menos que no Brasil, mas cada vez mais as pessoas fazem reciclagem, mesmo as crianças já aprendem no infantário a separar os lixos.

Beijinhos

Pedrita disse...

liliane, respondendo do meu blog nabucco é a ópera. e q bacana q vc participou de um coral. aqui tem a ópera http://youtu.be/z3Bw1LsWMHo veja se é essa canção que entoa http://youtu.be/DzdDf9hKfJw o canal arte 1 acho que passou essa ópera na programação.Salto é uma cidade que fica perto de Itu e Campinas. Conhecida pela Hidrelétrica de Salto, que eu consegui ver um pouco quando cheguei na cidade.

Ju disse...

Oi Liliane,
Que atitude desprezível! Já vi cada coisa sendo jogada das janelas de carros e ônibus...
Menina, respeito profundamente toda gente trabalhadora e esforçada, mas sem sombra de dúvida meu respeito é maior ainda em relação aos trabalhadores que são responsáveis pelo nosso bem-estar e pelo bem estar das nossas cidades.
Adorei este post e você devia dar um jeito de mostrar a eles! Ficarão felizes!
Beijão e um lindo fim de semana.
Ju

manuela carvalho disse...

Passei para agradecer o comentário que deixou no meu blog! Também já respondi lá... E gostei do seu! Gostei dos seus aventais, e gostei desta publicação sobre os trabalhadores gari! Merecem todo o nosso respeito! Um beijo, Manuela

Nal Pontes disse...

Liliane, agradeço sua doce visita no meu cantinho. Estarei ausente por alguns dias da net. Mas te convido para visitar meu blog infantil, fiz um poster que lembrei de vc. se quiser visita o blog lá indicado na data indicada q vai ver postagem sobre janelas. bjsss e até mais

Veronica Kraemer disse...

Lili querida, os garis são sempre muito simpáticos por aqui.
Que absurdo a doida que jogou a garrafa, vontade de estapear. Por isso estamos nessa M....
Quanta falta de educação...
Mas eu nao preco a esperança.
Beijosssssssssssss e um bom descanso pra ti
Vero

Zizi Santos disse...

Oi Liliane
os garis passam aqui la pela uma hora da madrugada Antigamente eu ouvia, agora vou dormir mais cedo.
Eles merecem nosso respeito e consideração
conheci uma senhora que colocava água e desinfetante no lixo, assim quando os garis recolhiam o lixo, não fedia tanto.
bj
Zizi

Rosa Paula disse...

Ótimo post! Sempre penso que esse é um trabalho muito duro e também que a vida seria muito complicada sem eles! Tem uma senhorinha no meu prédio que sempre conversa com os garis e dá até trocado para eles. Procuro cumprimentar quando passo. Uma vez, caí no meio da rua e dois que estavam varrendo a rua vieram logo correndo me ajudar. Sempre achei um absurdo jogar lixo na rua. Pior ainda é a resposta de alguns que dizem "ah, mais todo mundo faz". Haja paciência...