Minha lista de blogs

sexta-feira, junho 23, 2017

Hoje é festa de São João e niver de Suiane

Meu irmão Maravilha
Poucas pessoas que conheço, ou melhor, ninguém que conheço, tem um "Irmão Maravilha".
Eu tenho, e é esse aí junto com a filha chata e com a parceira amada.
E faço questão que ele saiba que é um irmão maravilha.
Não é irmão maravilha só para mim.
É para a família toda.
Minha irmã chata
Mas, conheço pessoas que como eu tem uma irmã chata.
E é essa aí da foto.
Tem um nome lindo, homenagem de meu pai a personagem do filme "Suplício de uma saudade", mas ao contrário da personagem, é chata.
A gente aguenta porque não tem jeito.
E é ela que faz aniversário hoje.
Pois é, nasceu na véspera do dia de São João que é muito comemorado por aqui.
E eu lembro que mamãe sofreu um bocado para protege-la do barulhos dos fogos.
Fogueira
Meu pai sempre tentava fazer uma fogueira na frente da nossa casa, como tinha nas casas vizinhas.
A gente ajudava.
E era um festa para nós, juntar gravetos para fazer a fogueira.
As fogueiras que papai fazia, nunca ficavam bonitas como as outras da rua.
Mas ele nunca se deixou intimidar e continuava fazendo.
O bairro onde moro, não tem fogueiras (acho que não).

Os fogos
Papai comprava fogos para nós e tinha todo cuidado de dividir igualmente com todos os filhos.
A gente dividia o que ia soltar naquele dia e o que ia para o dia de São Pedro.
Ele participava, plenamente, da nossa queima de fogos.
E nunca, nunca nos acidentamos.
As fogueiras
Não lembro de Suiane soltando fogos conosco.
Mas lembro muito bem da mamãe protegendo-a do barulho dos fogos.
Parabéns, Suiane!
E Viva São João!

quarta-feira, junho 21, 2017

Livros

O autor
Ganhei, Dia das Mães, de presente de meu filho, esse livro Trópicos Utópicos de Eduardo Giannetti.
Não sei o motivo da escolha desse livro, feita por ele, o filho, só sei que tem sido uma luta quase que diária ler esse livro.
E o pior, entender o livro.
Vou e volto nos capítulos e continuo igual.
Não entendo nada.

O livro
Desde que ganhei que tento gostar e entender o livro.
E até, há 1 semana, perguntei o porquê desse livro.
Ele diz que leu críticas sobre o livro e que achou que seria interessante eu ler (ou aprender).
e é por isso que eu ia e voltava na leitura.
Mas, não aprendi nada. Não entendi nada.
Temporariamente, vou suspender a leitura (se é que um dia vou voltar).


Sem café
O livro que vou terminar de ler e, certamente, reler trecho já com grifos, é esse Cartas Extraordinárias.
Sem o café (não gosto) e com muitos grifos e marcações.
É assim que gosto de fazer, quando estou lendo. 
O livro é maravilhoso.
Valeu o $$ que paguei, na Estante Virtual.

O livro
E o tempo continua correndo e eu correndo atrás dele.
Nunca sobra tempo.
Liliane

sexta-feira, junho 16, 2017

100 metros

Assisti, ontem, no IPAD, esse filme, baseado numa história real.
Não sei ou não encontrei a evolução da doença do personagem pois a história é baseado numa história real.
Esse filme foi indicação da querida  Elisa Fardilha, do blog (www.fardilhas.blogspot.com.br).
Um homem jovem com um bom cargo na empresa em que trabalha é diagnosticado com Esclerose Múltipla.
De início não aceita as limitações que terá pela frente. E entra em Depressão (eu também entraria)
Questiona as limitações de seu corpo e, com a ajuda do sogro, com quem vive em atrito, treina para uma prova de Ironman.
Consegue terminar a prova no tempo extra-limite e aí o filme termina.
 
O filme é do Diretor Marcel Barrena.
E tem a participação de Ricardo Pereira um ator português mas com trabalhos em novelas brasileiras.
Confesso que não identifiquei de imediato, o Ricardo Pereira.

O filme é bom e bonito.
Mas pouco elucidativo sobre a doença.
E já tem na NETFLIX.

Obrigada, pela indicação, Mona-Lisa.
Liliane

quarta-feira, junho 14, 2017

O passado (Le Passé)

Tahar Rahim
Assisti ontem, esse maravilhoso filme francês, presente do amigo Hugo 
(www.cinema-filmeseseriados.blogspot.com.br).
Maravilhoso, o filme.
Uma trama interessante e complicada.
Não conhecia os atores.
A francesa Berenice Bejo é muito boa atriz e muito bonita.
Berenice Bejo

"Este drama mostra a ruína da relação entre um marido iraniano e sua esposa francesa, vivendo na Europa. 
Após muitas disputas, ele abandona a família e os dois filhos para retornar ao seu país de origem. Quando a esposa pede o divórcio oficial, ele descobre que o pedido é motivado pelo fato de ela ter conhecido outro homem. 
Assim, sem demoras, ele retorna ao lar para confrontar a esposa e o novo pretendente dela".
Elyes Aguis (Fouad)
Não conhecia os atores homens.
Mas esse menino, Elyes Aguis que é um ator francês, é divino no seu trabalho. 


Asgahar Farhadi - Diretor
Esse é o Diretor, um iraniano que tem no seu curriculum os filmes A separação (de 2010) e O apartamento (de 2016), além de outros filmes.

Elyes Aguis, maravilhoso
A cena final do filme é intrigante e não consegui imaginar.
Sentiu ou não sentiu?
Sinalizou ou não sinalizar.
Depois vou perguntar ao Hugo.
Liliane

segunda-feira, junho 12, 2017

30 de abril de 2010 e minha história com o Diário Secreto.



Procurei e achei o Postagem que fiz sobre o livro Diário Secreto-Humberto de Campos, assim que consegui encontra-lo e compra-lo. (abril/2010).
E porque volto a postar sobre isso?
É porque recebi um email de uma pessoa (Sr. M.B.) interessada em comprar esse meu livro.
Disse que não venderia e procurei saber de como ele descobriu que eu tinha esse livro.
E foi por essa postagem de abril de 2010. Mais de 7 anos.
Combinei com ele que iria começar a cobrar das Editoras que acompanho pelo Instagram, uma re-edição.
E já comecei.
Hoje recebi uma resposta, desanimadora da Editora Intrínseca.
Mas vou ficar tentando.

Na postagem abaixo veja minha luta para conseguir esse livro.
E a desatenção do Millor Fernandes e da Revista Veja.


Adorei ler que a querida Luli 
(www.cafecomleituranarede.blogspot.com.br) conhece trechos do Diário. 
Talvez ela consiga me dar um pista de onde se pode achar, aqui na Internete.
Preciso ajudar ao Sr. M. B.
Liliane
 
sexta-feira, abril 30, 2010
Em março do ano passado, na página escrita por Millor Fernandes na VEJA, li trechos deste livro e me apaixonei.
Desde então procurei o livro semanalmente, alucinadamente. Sou assim.
Até para o Millor e a para a revista Veja eu escrevi, algumas vezes, perguntando onde ou como encontraria esse livro. Ele e a revista nunca deram resposta. Minha procura continuou.
Terminou esta semana quando localizei o livro num sebo aqui do meu bairro. Daí foi só me comunicar com a dona e compra-lo. São 2 volumes e me custou R$ 200,00. O livro está inteiro e cheio de grifos. Adoro grifos e faço grifos. Para mim funciona como uma observação.

Humberto de Campos que eu só conhecia de nome, foi o maior cronista dos anos 30, segundo Millor Fernandes. E sua leitura era obrigatório, ele diz.
Humberto de Campos começou a escrever esse diário em maio de 1906 quando tinha 20 anos incompletos.
Nesta ocasião se apaixonou por Judite Teles. "Minha paixão por Judite Teles manifestou-se por ela, unicamente, porque era ela quem se achava no meu caminho. A 1ª casa que me abrissem, eu me apaixonaria pela mulher que estivesse lá dentro".

Milllor transcreve do Diário: “5ª feira-1º de março-Em palestra íntima, Bilac fala-me de sua velhice, dos seus 53 anos solitários. Noto na sua palavra pavor invencível do túmulo, da aproximação soturna do fim. Resultado, talvez, do celibato.”

“Sábado, 19 de maio: Rua 7 de setembro, quase esquina de Gonçalves Dias, encontro Lima Barreto, que se arrasta, imundo e cabeludo. Falo-lhe do mau tempo e da chuva que vai desabar. Ele, oscilando entre uma perna e outra, respondeu: Eu não tenho medo; quem bebe não constipa. Tens aí um níquel? Tiro do bolso do colete uma prata, que ele recebe sem agradecer.”

Não tinha como perder a vontade de continuar procurando por esse livro.
Minha paixão por biografias, cartas, diários e memórias de pessoas que me inspiraram ou inspiram é imensa.
Liliane

domingo, junho 11, 2017

Diario Secreto

Em abril de 2010, consegui, finalmente, encontrar e comprar esses 2 volumes do Diário Secreto, de Humberto de Campos. 
Procurei muito, não sei por quanto tempo, na Estante Virtual, esse livro que tinha vontade de ler e de ter.
É uma preciosidade.
E procurar no Google torna-se até fácil.
São 2 volumes e acho que foi a única edição.
Nesses 2 volumes, não tem qual é a edição.
Portanto acho que foi a única.
Na orelha do livro diz que "ainda em vida" Humberto de Campos deixou nos cofres da Academia Brasileira de Letras, esses escritos com a recomendação de que só fossem publicados 15 anos após sua morte.
Quando você vai lendo as anotações diárias que ele fez de 01/015 até 27/11/1934,  vai vendo que ele teve motivos de sobra para deixar que só fossem publicados 15 anos após sua morte.

O livro foi editado pelas "Edições O Cruzeiro" (acho que na gráfica da antiga revista O Cruzeiro).
E, o meu parece que teve um único dono, porque tem a data de: Maceió 5/5/1954 e foi comprado pelo Sr. Vicente Ferreira e Silva e está todo cheio de grifos em caneta vermelha (obrigada Sr. Vicente). Uma maravilha para se ler.
O Sr. Vicente, escreve que terminou de ler pela 2ª vez, esses 2 volumes em 22/06/1982.

O Diário Secreto começou a ser escrito em em 01 janeiro de 1915, quando o escritor tinha 29 anos.

Liliane

quarta-feira, junho 07, 2017

O sol é para todos

Robert Duvall (lindoooooo)
Gregory Peck
De 1962
O personagem de Gregory Peck com a filha Scout
Eu passei um tempo procurando esse livro para comprar na Estante Virtual e sempre encontrava muito caro para ser livro de Sebos.
Mas o filme para mim, já mostrou o que eu poderia encontrar na leitura.
Não vou comprar.
O filme tem como ator principal, Gregory Peck que aprendi a gostar por conta da minha querida Tia Maísa. 
Ele faz o papel de um Advogado viuvo, pai de 2 filhos pequenos e que tenta inocentar um negro acusado de estupro.
O filme foi feito em 1962.


O filme é baseado no livro de Harper Lee e a história se passa na pequena cidade de Macomb, no Alabama, na década de 30, onde havia muita segregação racial.
A história é contada sob a perspectiva das duas crianças filho do advogado liberal.
Ele não consegue inocenta-lo e o negro para não voltar a prisão foge e é baleado e morto.

Impressionante é a figura de maravilhoso Robert Duvall que nesse filme tem um papel muito pequeno. Como ele é bonito!

A gente agora tem opções de vários filmes em telas pequenas( IPADs, Celulares, etc).
O Telecine Play, A HBO, o Cinemax, a Fox tem oferecido boas opções.

Minha lista de filmes só faz aumentar o o tempo para isso só faz diminuir.
Mas, vamos indo.
Liliane