Minha lista de blogs

terça-feira, maio 30, 2017

Albert Einstein, a Série

Meu livro 
Não sei quando comprei esse livro mas sei que foi em Sebo e que eu morava na Asa Sul em Brasília.
E minha leitura, está registrada no cartão que tem no livro o ano 2000. 
Foi em Setembro de 2000 que li pela 1ª vez.
Hoje, no Consultório Médico enquanto esperava ser atendida, acabei de reler.
Ele é tem o número 876 na minha Biblioteca.
Todos os livros são numerados, organizadamente.
E por que fui reler esse livro?
Porque estou completamente encantada com a Série da National Geographic Channel, sobre a vida do gênio Albert Einstein.
E de vê como ele sofreu a procura de emprego para conseguir viver com a Mileva Maric uma mulher tão inteligente quanto ele.


Essa é Samantha Colley que faz o papel de Mileva Maric
Foi com Mileva com quem ele teve os 2 filhos, Hans Albert e Eduard.
Foi para Mileva que ele escreveu as lindas cartas de amor.

Geoffrey Rush, Einstein quando já reconhecido como gênius.

Ron Howard- o diretor.
Liliane

segunda-feira, maio 29, 2017

Filmes

" Rico e bem sucedido, Will (Sam Claflin) leva uma vida repleta de conquistas, viagens e esportes radicais até ser atingido por uma moto, ao atravessar a rua em um dia chuvoso (falando no celular).
O acidente o torna tetraplégico, obrigando-o a permanecer em uma cadeira de rodas.
A situação o torna depressivo e extremamente cínico, para a preocupação de seus pais (Janet McTeer e Charles Dance).
É neste contexto que Louisa Clark (Emilia Clarke) é contratada para cuidar de Will.
De origem modesta, com  dificuldades financeiras e sem grandes aspirações na vida, ela faz o possível para melhorar o estado de espírito de Will e, aos poucos, acaba se envolvendo com ele."


Não li livro algum da autora inglesa Jojo Moyes.
E, ao vê o filme, não chorei.
Mas o filme é muito bonito e alegre.
O personagem escolhe ir para Suiça para ter um suicídio permitido e legal após 6 meses em que se encontra Tetraplégico..
O que é aceito pelos pais.

Assisti a Entrevista da autora do livro e que é também Roteirista do filmes e de outros filmes que feitos baseado nos livros dela, no Conversa com Pedro Bial, e gostei muito.


O outro filme que vi e gostei foi esse Insubstituível.
Insubstituível ou Medico de Província.


É um filme muito bonito e me foi indicado pela querida Mona Lisa do blog www.fardilhas.blogspot.com.br.
O filme retrata além da dificuldade de um médico trabalhando numa Província francesa, uma  realidade muito diferente da nossa realidade, a dificuldade de nós médicos aceitarmos que não somos "imorríveis ou indoencíveis" e que para nós é muito difícil encarar uma doença.
O filme é francês e trás esse ator maravilhoso, François Cluzet.

"Conhecido do grande público no Brasil como o carrancudo Philippe de Intocáveis (2011), em Insubstituível François Cluzet assume o papel de Jean-Pierre, uma espécie de médico de família de uma região rural da França, que é diagnosticado com um tumor maligno. 
Profissional dedicado, atencioso com a população local, ele vê seu emprego – e sua posição de respeito no vilarejo – ameaçado quando a recém-formada Natalie (Marianne Denicourt) é deslocada para trabalhar ao seu lado.

Ele se ressente da presença dela e começa a boicotá-la; ela sente a pressão imposta por ele e aceita o desafio. O primeiro terço do filme de Thomas Lilti (de Hipócrates, outro drama de fundo... hospitalar – o diretor também é médico), que dá conta de apresentar os personagens"

Minha nota foi 10, viu Hugo.
Liliane

sexta-feira, maio 26, 2017

Os livros e os filmes

As cartas apaixonadas.









O presente do filho
Lembranças
Não consigo ler mais de um livro de cada vez.
Mas, tem quem consegue.
Comecei a ler Meu Pé de Laranja Lima, cuja capa é essa da foto, (36ª Edição) da Editora Melhoramentos que acho nem existe mais.
E tenho lido com muito cuidado porque sei que vou chorar.
Talvez até mais do que da primeira vez que li.
Mas meu amadurecimento ( ou apodrecimento) observo que a escrita não é essas coisas todas.
Não importa. O livro tem uma história triste de infância.
Parei o livro.

As cartas de Albert Einstein para Mileva Maric, são lindas.
Cartas de muito amor.
E recomecei a ler depois da Série Genius- A vida de Albert Einstein.
Mileva foi importante na vida dele, até porque era tão inteligente quanto ele (?) mas depois dos filhos tornou-se uma chata de galocha.
Aí a prima Elza, encantou-o.
Parei o livro.

Ganhei do filho o livro TRÓPICOS UTÓPICOS de Eduardo Giannetti.
Acho que não é meu estilo de leitura.
Mas o filho querido deu e eu vou ler para conversar com ele, sobre.
Perguntei se ele não queria ler logo, esse meu.
Ele disse que não.
Vai ler pelo Kindle.

E tem os maravilhosos DVDs que ganhei do Hugo (www.cinema-filmeseseries.blogspot.com.br)
 
Agora, agoririnha, vou almoçar e vou malhar.
Liliane

quarta-feira, maio 24, 2017

O que Érica comprou em Orlando-USA

Pó Shiseido
Lápis para os olhos
Com Keratin
Condicionador
E essa maravilha da L´Oreal

O Dolar está caro porque nossa moeda não vale nada (é lixo), mas se eu tenho oportunidade compro lá as coisa que não tem por aqui. Ou que vai demorar a ter.
O Pó da Shiseido tem aqui e é muito caro. 
O Governo cobra Impostos absurdos.

Esse Shampo e o Condicionador que minha Dermatologista disse que era bom, por aqui não encontrei. Mas não posso usar sempre.
Vou até economizar.

O Pó Facial da L´Oreal é uma delicia.
Descobri ele, há pouco.

E os lapis de olhos da L´Oreal, aqui não achei.
O jeito é comprar por lá.
Amo pintar os olhos.

Aproveitei a ida de Érica (filha querida) e da Infanta que foram conhecer a Disney (não conheço) para trazer.
Tem que seMeu computador está com algum problema.
Não escreve entre as imagens.
Ficou tudo aqui embaixo.
Depois melhora, né?

Liliane


segunda-feira, maio 22, 2017

O abacaxizal e os filmes

A mesa arrumada
Sábado, 20, fiz um jantar para um primo querido.
Fomos criados juntos e é de férias na casa dele que tenho as melhores lembranças de uvas e dos 
O primo é americano me hospeda quando vou para Atlanta. Legal não é?
presunto que comia por lá.
A mãe dele é prima de meu pai.
Prontos para guardar
Resolvi que a água seria tomada nesses copos com canudos em formato de abacaxis.
Adorei.
Acho que a mesa ficou com um bonito colorido.
Tudo saiu perfeito com exceção desse calor desgraçado que faz por aqui.
Odeio calor. Amo frio.

                                   

No dia seguinte, depois de arrumar a casa (lavo tudo e deixo para Clarice, quando chegar, guardar), fui vê um dos filmes que o querido Hugo (www.cinema-filmeseseries.blogspot.com.br) tinha me mandado.
O filme é muito bom e a cena da foto me lembrou o suicídio de Virginia Woolf.

O filme é Oslo-31 de agosto.



"Anders (Anders Danielsen Lie) é está se recuperando do vício em drogas numa clínica de reabilitação em Oslo. 
No dia 30 de agosto ele ganha a permissão para sair da casa de tratamento para , visitar seu amigo Thomas (Hans Olav Brenner) e ir em uma entrevista de emprego no centro da cidade. 
Durante seu dia e noite na cidade, Anders será confrontado com seus erros do passado e irá refletir sobre sua própria existência." 

Depois de procurar, e algumas encontrar, as pessoas que conviveram com ele antes da internação ele se dá conta da perda de tempo que foi sua vida e de quantas vidas prejudicou.
Mesmo assim faz opção de voltar a usar droga.
Rouba para comprar droga.
(E tomara que tenha morrido). 


O outro filme que vi foi As Palavras.
Com os lindos Bardley Cooper e Zoe Saldaña, além de Jeremy Irons, Dennis Quaid, Olivia Wilde.
Esse foi confuso para mim.
Mesmo lendo alguns comentários nos sites sobre cinema, não consegui explicação para personagens que aparecem no filme.
O casal Bradley e Zoe é lindo.
Jeremy Irons com a mesma cara dos outros filmes, achei.


Zoe Saldaña e Bradley Cooper
"Rory Jansen (Bradley Cooper) é casado com Dora (Zoe Saldana) e trabalha em uma editora de livros. 
Ele sonha em publicar seu próprio livro, mas a cada nova tentativa se convence mais de que não é capaz de escrever algo realmente bom. 
Um dia, em uma pequena loja de antiguidades, ele encontra uma pasta com várias folhas amareladas. Rory começa a ler e logo não consegue tirar a história da cabeça. 
Logo ele resolve transcrevê-la para o computador, palavra por palavra, e a apresenta como se fosse seu livro. 
O texto é publicado e Rory se torna um sucesso de vendas. 
Entretanto, tudo muda quando ele conhece um senhor (Jeremy Irons) que lhe conta a verdade por trás do texto encontrado".

E o calor por aqui, continua desgraçado.
Liliane

sexta-feira, maio 19, 2017

Os filmes que Hugo indica

Ontem, assisti no YouTube os Trailler desses 2 filmes comentado no blog do amigo Hugo (www.cinema-filmeseseriados.blogspot.com.br) e realmente, fiquei encantada.
São 2 bons filmes.
Vou esperar para assisti-lo quando estiver free mas sem ser "pirata".

Um homem chamado Ove, foi lançado em fevereiro deste ano.
E concorreu em Festivais a Melhor filme Estrangeiro. 
É uma história possível. 
E eu gosto de histórias possíveis.
 
" Um velho aposentado, viúvo e mal-humorado (chamado Ove)  leva uma vida amargurada. 
Mas justo quando ele desiste de viver, novos vizinhos mudam para a casa da frente e surge uma amizade inesperada".


                                               xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Outro filme que Hugo comenta no maravilhoso blog dele (para quem gosta de cinema) é Ithaca.
Achei maravilhoso os 2 trailler que vi ontem.
Quero vê o filme que é dirigido pela Meg Ryan e que também trabalha no filme.

"No ano de 1942, Homer Macauley (Alex Neustaedter) tem 14 anos e mora em uma pequena cidade na Califórnia, Ithaca. 
Enquanto seu irmão (Jack Quaid) está lutando na guerra, ele é o homem da família e cuida da mãe viúva (Meg Ryan), da irmã mais velha (Christine Nelson) e do irmão de 4 anos, Ulysses. 
Homer trabalha como entregador de telegramas, e ao mesmo tempo que entrega para as pessoas mensagens de amor, esperança e dor, está determinado a ser o mais rápido ciclista mensageiro já visto. 
Só que uma dessas mensagens vai mudar sua vida para sempre".

Jack Quaid é filho dos atores Meg Ryan e Dennis Quaid.

Obrigada, Hugo.
A lista que faço depois de ler suas resenhas, aumenta quase todos os dias.
Liliane

quarta-feira, maio 17, 2017

Gosto disso

Fico "babando" literalmente, quando vejo roupas assim.
Nasci no lugar errado.
Aqui é quase totalmente, impossível se vestir isso.
E é assim que gosto. É assim que acho bonito.
Se pudesse só andava vestida assim.
Por isso, só viajo para locais onde vou encontrar frio, muito frio.
Hoje, fui para consultas médicas de manhã e a tarde.
A gente sai toda arrumadinha e tem vontade de ir tirando a roupa, pela rua mesmo.
Não tem ar refrigerado de carro ou dos consultórios que dê jeito.
O calor é terrível. Pegajoso. Grudento.
Liliane

terça-feira, maio 16, 2017

Genius - A vida de Einstein

Albert Einstein e Mileva Maric
Estou gravando e assistindo esse deliciosa Série.

Samantha Coley é Mileva. E Johnny Flynn é o Einstein quando jovem
" A série começa com um Einstein (Flynn) adolescente que se opõe ao seu pai abandonando a escola na Alemanha para ir à universidade na Suiça. 
Seu amor pelas mulheres e sua paixão pela teoria física florecem depois que ele destrói o coração de seu primeiro amor, Marie Winteler (Shannon Tarbet), para conquistar sua misteriosa e ilusória companheira de universidade, a estudante de física Mileva Maric (Samantha Colley)
 Seu romance os antagoniza com seus professores e conduz um inesperado problema, obrigando-os a suspender seus grandes sonhos e  Einstein a buscar um emprego em uma oficina de patentes, por insistência de seu amigo Michele Besso (Seth Gabel). 
Lutando para abrir caminho no estabelecimento ciêntífico, Einstein publica cinco artigos acadêmicos originais em um ano, chamando a atenção de muitos, entre eles se encontrava um ciêntífico que se tornaria logo seu adversário, o Dr. Philipp Lenard (Michael McElhatton)."
Geoffrey Rush
Simplesmente maravilhosa, essa Série.

Mileva Maric, colega de Faculdade e depois esposa era tão brilhante quanto ele.
Era chamada de "bonequinha".
Ele sabia do valor dela com Física. 
E foi importante durante a muitos anos de sua vida.

Tenho esses livros sobre Albert Einstein.
Sou louca por cartas.
Liliane

domingo, maio 14, 2017

DVDs que ganhei do Hugo

Vida que segue - 2002 

De 2012

De 2013

Filme Norueguês de 2011

De 2013

Com Ricardo Darin - 2016
Chegaram ontem, esses DVDs presente do amigo blogueiro, Hugo (www.cinema-filmeseseriados.blogspot.com.br).
Já escrevi algumas vezes sobre o Blog do Hugo que é de cinema.
E eu adoro cinema. 
E ele entende muito, de cinema.
Obrigada, Hugo.
Liliane

sexta-feira, maio 12, 2017

Crista de Galo





Olha porque sou apaixonada por Crista de Galo!
Lindas.
Mas não é do jardim daqui.
É do jardim da querida Ozineide, Enfermeira que trabalha comigo no Hospital Geral de Areias (HGA).

Vou ali rapidinho, malhar e quando chegar vou ler as Postagens dos Blogs queridos.
Liliane

quarta-feira, maio 10, 2017

Para disney

Beatriz e Érica
Cansei. 
Não gosto de cansar mas, cansei.
Érica e Beatriz viajaram agora de tarde para Disney.
Pela manhã, na metade do horário de Beatriz, no Colégio fomos busca-la.
Daí fomos para o Aeroporto despachar as malas.
Voltamos e logo depois do almoço fui leva-las ao Aeroporto.
Não viajei porque, se os preços eram mais em conta, o calor não era.
E com calor não vou para canto algum.
Não conheço a Disney.
Liliane

terça-feira, maio 09, 2017

Paris é uma festa- Ernest Hemingway

Capa do meu livro
 "Se você teve a sorte de viver em Paris, quando jovem, sua presença continuará a acompanha-lo pelo resto da vida, onde quer que você esteja, porque Paris é uma festa móvel".
Em 1950, Ernest Hemingway escreveu isso para um amigo.

Gostei muito desse livro que comprei faz muito anos, quando eu ainda fazia parte do Círculo do Livro.
Já vi, na Internete, Edições com outras capas.
A capa do meu é essa e é linda.
Com minhas marcações.
Gosto de ler livros grifando com caneta e colocando essas marcações para me chamarem atenção de coisas interessantes.
Ernest Hemingway nasceu em 1899.
Em dezembro de 1921, uns 3 meses após está casado com a 1ª esposa (casou 4 vezes)foi morar em Paris. 
Viviam em dificuldades mas eram felizes.
Era o inicio de sua vida com escritor.
Até então tinha sido correspondente de um Jornal.
Conviveu com gente importante quando esteve vivendo em Paris (Ezra Pound, Gertrud Stein e Scott Fitzgerald).
Ele escrevia nos bares e restaurantes.
"Paris é uma festa", é um livro de memórias daquele tempo, mas só foi publicado em 1964, 3 anos após sua morte, por suicídio.

Outra capa e o autor
Tenho outros bons livros desse escritor.
Nem sei qual os que li.

Para Nina, do blog (www.omeupensamentoviaja.blogspot.com) que já foi muitas e muitas vezes a Paris, vai concordar que Paris é uma festa.

Passei 5 dias em Paris, no janeiro de 2015 e 5 dias é pouco demais para se conhecer alguma coisa.
Leiam o livro.
Muito bom.
Liliane

domingo, maio 07, 2017

Filmes do Hugo e A secretária

A lista dos filmes
O  Hugo, do Blog sobre cinema (www.cinema-filmeseseriados.blogspot.com.br), e que nunca deixo de ler e aprender, mandou essa relação de filmes que pode me "presentear".
E eu vou aceitar alguns que ainda não vi e que depois de ler os comentários dele, me interessam.
Raramente ele comenta um filme que eu não aprenda alguma coisa.

Nessa lista, tem filmes que já vi e que ele não vai precisar mandar.
Muito bom ter uma amizade cinematográfica.
Obrigada, de novo, Hugo.
E como passei 2 dias sem consegui uma Conexão firme e forte, só agora estou agradecendo ao Hugo.

                                                XXXXXXXXXXXXXXXXXX



Esse filme, A Secretária ou Secretária, é de 2002 e tem um James Spader ainda jovem e bonito.
Revi o filme por esses dias na Sky.
E é muito engraçado.
Vi esse filme quando ainda havia Locadora.

A Secretária

"Após passar algum tempo em um sanatório, Lee Holloway (Maggie Gyllenhaal) volta para a casa de seus pais pronta para recomeçar sua vida.
Ela então faz um curso de secretária e tenta um emprego com E. Edward Grey (James Spader), que tem um escritório de advocacia.
Apesar dela nunca antes ter trabalhado Lee é contratada por Grey, que não dá importância para sua falta de experiência.
Inicialmente o trabalho parece bem normal e entediante, pois só digita, arquiva e faz café e Lee se esforça para agradar seu chefe e sua mãe, Joan (Lesley Ann Warren), se mostra ansiosa para a filha ser bem sucedida.
Lentamente Lee e Grey embarcam em uma relação mais pessoal atrás de portas e cruzam linhas de conduta da sexualidade humana, um caso de amor no qual os papéis de dominação e total submissão ambos desempenham perfeitamente."


Maggie Gyllenhaal e James Spader
Acho que dou nota 10 para esse filme.
Liliane