Minha lista de blogs

domingo, junho 17, 2012

Uns medos.

Quando era pequena, lembro de que tinha verdadeiro pavor de bois ou vacas.
Não sabia nem fazia diferenciação entre um e outro.
E eu estudava numa escola na minha rua que para chegar até lá tinha que atravessar um matagal, não tão matagal, como esses da fotografias que encontrei na internete.
Minha mãe já com alguns dos 9 filhos não podia parar para me levar na escola.
E o jeito era ficar no portão esperando que alguém passasse para eu ir ao lado, acompanhando.
Ou esperar minha professora que passava em frente a minha casa.
Que pavor que eu tinha.
Eu tinha medo de correr até a escola porque imaginava que os bois iam correr atrás de mim.
E eles ficavam assim como nessa foto, olhando as pessoas que passavam.
Provavelmente, hoje eu imagino, com medo da gente.

Depois de muitos anos, lembrei que o medo devia ter começado na Exposição de Animais no Bairro do Cordeiro, onde papai e mamãe tinha nos levado a passeio.
A gente não viu o boi "bravo" que se soltou.
O que a gente viu foi um mundo de gente correndo, caindo e se machucando para sair do local.
Lembro muito bem de segurar fortemente na mão de meu pai ou da minha mãe.
E lembro deles nos segurando, eu e meus irmãos.
Não caímos, nem os machucamos mas, esse medo viveu comigo por muitos e muitos anos.

Cresci e o medo foi embora que nem deu para perceber.
Voltei muitas e muitas vezes na Exposição da Animais(minha mãe mora ao lado) sem qualquer medo. Mas as lembranças daquela correria não saem da minha cabeça até hoje.
Não quero que saia. Elas não mais me amedrontam.
Consigo chegar perto de vacas, cavalos, porcos, etc, etc, sem medo. Com cuidado. Mas não com medo.

Com o tempo criei uma relação afetiva importantíssima com animais.
E sempre que viajo vou conhecer os zoológicos da cidade.


Agora tem um animal, que quero morrer com medo dele.
É o sapo. E a família e os descendentes dele.
Não vejo nem em imagens.
Fiquei em recuperação, uma única vez na minha vida toda, na cadeira de Fisiologia, só porque na prova prática tinha que falar da aula com sapo.
A Dra. Nair Teodósio não aceitou trocar o assunto e eu travei.
Quem não tem medo de sapos que fique com eles.
Eu não preciso de perder esse medo.
Eita! Ia esquecendo. Também não gosto de palhaços. Por que? Não sei.
Liliane





32 comentários:

Ana de Geo disse...

Oxente! Eu tenho uma menina que morre de medo de palhaço também. De animais de grande e médio porte acho que todo mundo tem, embora não reconheça. E de sapo? Acho que é mais pelo bixinho ser feio e meio nogentinho... hehehehe
Eu tenho medo mesmo é de borboleta! Ow coisinha feia! E quando eu era criança, elas vinham aos montes e pousava em cima de mim quando eu estava dormindo, por isso peguei o hábito de dormir toda coberta, até o rosto! Acordava rígida, sentindo aquelas patinhas sobre o cobertor, e começava a gritar pro meu pai me socorrer! Ai, meu herói! Ele colocou telas nas janelas e mandou cortar o pé de jasmim, mas elas ainda vinham! Aff.
Tenho medo até hoje! Se bem que são mais raras na cidade.
Beijos!

Maria Alice disse...

Oi Liliane!
Moro em um condomínio cercado por 2 fazendas e um haras.Tem dia que as vacas e cavalos estão pastando aqui na rua(comem o capim das calçadas que são de grama). A boneca caipira de papelão vc viu no meu face, mas hoje a tarde vou fazer a postagem aqui, com o molde.Beijos

Imac by Artes disse...

Liliane querida!
Tem coisas que é difícil aceitarmos mesmos,principalmente alguns animais, a única coisa que não gosto é de cobra.
Abraços! Um domingo feliz pra ti.

Sempre que aparece sapo por aqui, lembro do seu medo.Rsrs

apenas umas letras disse...

olá. eu tenho receio de muitos animais. Eu apanhei um grande susto aos cinco anos com um cão de raça boxer e até aos 21 anos, eu tive um verdadeiro medo de cães. se via um cão a 100 metros, tinha de mudar para outro passeio. era um terror ir a casa de familiares com animais. O dono do stand, onde a minha mãe comprou carro, uma vez fez uma surpresa. Meteu dentro do carro um pincher traçado, uma cama e deu-nos o cão. Em antes, quando decidi perder o medo aos cães, quis um boxer e uma amiga me deu um com 2 meses. vinha doente, 15 dias na clínica e morreu. Depois deram-me o pincher, que passado uns anos foi atropelado de marcha atrás por alguém e como não iria ficar bom, o veterinário deu injecção para morrer. A mesma pessoa que me ofereceu o pincher, deu.me uma boxer mas o meu pai não quis e não pude ficar com ela e há dias apareceu uma caniche abandonada aqui na rua. Já a levei ao vet e não tem doença nenhuma... não tinha chip nem coleira. Mas isto é para contar que foi com o pincher que aprendi a deixar de ter receio a alguns cães. beijos e um bom Domingo

Marion disse...

Eu acho lindos os sapos. Mas só isso. Corro e me assusto muito quando os vejo!!! Mas a sapaiada na decoração, eu acho fofinha. Minha irmã, q tem mais medo de sapo do q eu, tem a casa cheia de sapos. Dá pra entender? Abs.

Marion disse...

Eu acho lindos os sapos. Mas só isso. Corro e me assusto muito quando os vejo!!! Mas a sapaiada na decoração, eu acho fofinha. Minha irmã, q tem mais medo de sapo do q eu, tem a casa cheia de sapos. Dá pra entender? Abs.

Wilqui Dias disse...

MINHA MAE MORRE SE CAGA LITERALMENTE DE MEDO DE SAPO.
Uma vez um pulou na perna dela no caminho do sitio(era noite) ela quase desmaia fez pipi na roupa toda, é medo dos serios mesmo!!
Eu entendo por demais, eu ja tive medo de vaca parida (sao tao brabas) mas hoje tb nao tenho mais nao,só de cobras, uii morro de medo, que ela me piquem rsrs
Um grande abraco minha linda,fiquei imaginado vc segurando na mao da sua mamae e com medo do boi da cara preta(sem duvida vc nao cantava essa musica né?) rsrs
Boa semana

http://reciclaretudodebom.blogspot.com/ disse...

OI LILIANE , AMO ESSE ANIMAL, ADORO OLHAR MEIGO PRINCIPALMENTE DAS VACAS, AMO TANTO QUE GOSTARIA DE TER UMA VACA PRA CUIDAR, MAS NA CIDADE É IMPOSSÍVEL, AMO TANTO ESSE BICHINHO QUE NÃO COMO ELES, PREFIRO QUE FIQUEM NO PASTO, PASTANDO HEHEHE!!! BEIJO DEYA

Veronica Kraemer disse...

Lili querida, adorei o post. Eu não tenho medo de sapo, nem de palhaços, mas tenho pavor de aranhas e de besouros, porque uma vez um grudou em mime me machucou... rsrsrsrsrs
Cada um com seus medos, né? Respeitando, é o que importa!
Bjos e uma linda semana pra ti
Vero

Dhelena disse...

Oi, Liliane! Pois eh... medos... de cobra, de sapo, de lagartixa. Depois dessa temporada no meio de mato, ja aprendi q tenho pavor de todos eles. Vacas e bois nao, adoro dar laranja, manga na boca deles, sao uns amores! Ate nomes nos damos pra eles e a estao no pasto, e nem sonhamos em matar, nao os q tem nomes! beijos

lenalima disse...

Liliane...eu estou aqui sempre, vai na postagem de baixo que vai ver minha carinha duas vezes no comentário ...kkkkk
nem fale em doença amiga, estou muito bem agora, depois do laser e do tratamento que ainda faço com medicamentos.... bem mesmo com a garra toda ...ninguém merece ter dor!
estou me sentindo feliz cuidando das minhas coisinhas e da minha construção no mato!

sabe que uma vez lá em Novo Horizonte na chacára do meu tio uma vaca correu atrás de mim e da minha mãe...foi muito engraçado nós correndo da vaca kkkkk
depois que passou o susto morremos de rir!

linda semana minha flor!
bjsssssssssss

AnaCristina disse...

qdo eu tinha 3 anos um mini poodle filhote pulou em cima de mim...passei muitos apuros pelo medo de cachorros de qualquer raça e qualquer tamanho...nao criei ligação afetiva com caes, nem gatos, nem formiga, nem sapo...respeito que gosta, afinal, moro numa casa onde as outras 4 pessoas AMAM caes....eu no mesmo metro quadrado que um um boi?? so na churrascaria!

Daniela disse...

Oi Liliane!
Eu tenho medo de boi até hoje...rss se eles estiverm soltos no pasto eu fico só do outro lado da cerca..rsrs
de sapo e cia eu também não gosto, lembro que quando eu era criança e ia para casa de praia, vira e mexe entrava "perereca" na casa...aff eu nem ia no banheiro a noite de medo de encontrar uma...rsrs
mas de palhaço eu nunca tive medo não...
boa semana!
daniela

Tabuleiro Chic disse...

Que legal o post!!!As vezes acontecem coisas que podem nos deixar com muito medo né!!!Beijinhos do TC!!!

Anônimo disse...

Liliane, conheço alguém igual a você que não suporta sapos, a babá dos meus netos,dei uma camisola com desenhos de sapos minha filha nem levou para casa, disse que ela em mal estar, nem desenhos deles ela suporta entra em pânico até com aqueles sapos de gesso. Mas todos respeitamos o medo dela.
Sempre quis te perguntar hoje vai, você falando de estudar, em seus irmãos, me parece que sua família não tinha grandes dotes, foi difícil vc se formar em medicina? Fale disso no blog, amo seus post.
Beijos da xereta aqui Marlene PR

Bia Jubiart disse...

Kkkkkk só vc p/ me fazer rir na segundona! E se o sapinho virar um príncipe?

Sobre o Bentinho... Acho que a obra de Machado tem muito charme neste mistério e não sou euzinha que acabarei com ele rsrsrsr.

Tenha uma semana luz!

Beijãoooooooo

rose japan disse...

Ola Liliane , bom dia!!!! Usam o ingles sim, mas e um ingles bem japones tipo toire seria toalet , coffe seria corri...

Qt ao onibus n sei te dizer vou perguntar ao meu filho, leio hiragana e kata kana , mad n sei o sig.

Qto a areia eh escura , horrivel...tem restos de lava vulcanica acho q eh o motivo de ser assim, a praia aqui eh oceano pacifico e nao pode entrar eh raso so na beirada logo, alto mar mesmo...

Bjinhos. Rose jp

rose japan disse...

Lili eu tenho medo de vaca, boi talvez pelo tamanho, sa n tenho medo tenho nojo...agora tenho medo muito mais de gente...falsa, ordinaria, fofoqueiras....caluniadoras ..odeio isso...

Acho incrivel que as x ate vc vivendo sua vidinha no u canto, isso incomoda certas pessoas...affff...eh fogo..

Bjs

Vida no Campo disse...

Oi Liliane
Não tenho medo de nenhum animal,mas também não gosto de sapos não é medo acho que é nojo ,acho nojento aquela pele verde grosa ,ai que nojo ,beijos e bom inicio de semana

Canela Castela disse...

Liliane vc é muito espontanea contando seus "causos", rsrsrs
Sobre a maquina de pão a minha é sim da Britania, e estou satisfeita com ela pois cumpre sua função direitinho.
Ao contrario de outros equipamentos que já tive desta marca, e me deixou insatisfeita, minha maquina até agora não deu problemas. Ainda bem.
E obrigada pelo carinho de "beijos magicos em minhas mãos", muito querida de sua parte.
Beijos com muita saudade
Canela

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Boa tarde amiga Liliane. Quem não tem medo de um touro bravo? acho que qualquer um. Medo de sapo? não, eu não tenho, até porque era um, até uma donzela me beijar e eu virar um princípe, kkkk. Olha, o que eu tenho medo, mesmo, é de cobrador... desses eu fujo, pior que o diabo da cruz. Um grande beijo, fique com DEUS. Tenha uma ótima semana.

Mariazinha disse...

quase não tenho medo de animais, mas bem longe, amanhã é aniversario de ribeirao, feriado aqui vou visitar sua amiga querida minha irmã maria alice....beijos

O meu pensamento viaja disse...

Liliane, querida, eu tenho um medo irracional de baratas! Sei lá porquê ...
Estou comemnando numa pressa. Quando regressar a casa falaremos com mais calma.
Beijo, linda.

Lu disse...

Oi Liliane,boa noite!!
Eu morei em uma casa que parecia muito sapo como não tinha jeito e eu que tinha que dar um jeito,ai eu comprei uma cavadeira daquelas de abrir buraco ai eu pegava ele com a cavadeira fazia igual pinça e pegava o sapo e levava para o mato hora que via olha o bicho de volta rs.
tivemos que colocar tela no portão pra eles não entrarem e mesmo assim sempre tinha um que se esticava pra tentar entra rs.
Agora o que eu tenho medo mesmo é cavalo aff morro de medo rs.
Beijo Lu

Suely disse...

Liliane eu não tenho medo de vaca não sou apaixonada e doida por vaquinhas de todos os tipos inclusive as de verdade kkk gosto tanto que o nome do meu gato era VAQUINHA lembra? acho que foi por isso que vc achou feio o nome dele agora decobri kkk

bjinhos Sue

Daniella Branco disse...

Oiii Liliane!!

Retornei ao blog agora!!

Tá tudo bem contigo?

E suas gatas como estão?

Menina, eu não tenho medo de bicho nenhum, mas um mesmo que me dá nojo é a barata e só!

Nem matar eu mato, chamo Neto para matar!

Saudades de você!

Um grande abraço,

Daniella.

Francy disse...

Oi Liliane,
Tenho mesmo medo é de ser atropelada por uma vaca ou um touro. Mas detesto barata, aranha e esses bichinhos peçonhentos...
Sapos não me incomodam muito, mas antes sim...morei num apto em Piedade e ao lado tinha um terreno e quando chovia enchia de sapos e rãs e eu detestava...
bs,

Heddy disse...

oi iliane,
estou gostando sim, do apto.
Qto. a medos....tenho fobia a sapos e cobras.Minha filha faz biológicas e tem pavor a cobras , nem em fotos..
bj.

Eva Sabbado disse...

Eu tenho medo de ratos, mooorro de medo, adorei teu post, bjos.

casa de fifia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
casa de fifia disse...

Olá LILIANE

EU TAMBÉM TENHO MEDO ATè HOJE, TUDO ISSO POR CULPA DE UMA VACA DO MEU Avô,
QUE QUASE ME PEGAR, NÃO SEI SE VOCÊ SABE,MAS ELAS QUANDO ESTÃO DE BEZERRO NOVO, FICAM AGRESSIVAS,
EU NÃO SABIA, ATè ESSE DIA.
AFF QUE MEDA.

BACIONE

cantinho da Nany na Italia disse...

Lili, tava no rancho e lembrei de vc, kkk tinha uma cantoria de sapos, derrepente um emorme na sala, pensei em vc na hora, eles sao todos enormes, e ficam cantarolando na varanda, tirei ate fotos tá no meu blog, rs, ´bjss na pequena infanta...