Minha lista de blogs

terça-feira, abril 05, 2016

Será que elas me ouvem?

Quando eu era muito pequena, morávamos numa casa de vila que tinha quintal e jardim.
No inicio não tinha pé de nada.
Mas mamãe e papai foram plantando e nosso quintal tinha bananeiras e pés de cana. 
Será que foram eles que plantaram? Não sei e agora nem tem a quem perguntar.
No dia 19 de março, papai junto com a gente plantava milho.
As vezes os milhos cresciam, mas não lembro se a gente conseguia comer milho do nosso quintal

Entre nossa casa e a do vizinho(seu Elino e dona Tereza) tinha uma cerca de Papoulas.
O muro que separou nossas casas só foi construído muito tempo depois.
No jardim, também, tinha Papoulas. Agora chamam de outro nome mas para mim será sempre Papoulas.
E tinha essa florzinha linda que se chama "11 hora"
 
Abacaxi e outras plantas
O que quero dizer, porque lembrei disso hoje quando ia para Academia e fui vendo pelo caminho, árvores bem conservadas e troncos de árvores bonitos e alguns nem tão bonitos, que nessa época(eu, criança) tínhamos um vizinho, chamado "seu Elino", que frequentava alguma seita que falava com as plantas.
Seu Elino era muito calado.
Trabalhava não sei onde e ia sempre de terno e gravata.
Mas, nos finais de semana, eu podia vê-lo no jardim, conversando com as plantas.


Abóbora, cansei de pedir que ela "aboborasse". Mas, não teve jeito. Só dá flores.
Ele dizia sempre para mim, que não arrancasse as flores para brincadeira e que, sempre que pudesse, falasse com elas.
Tronco
Eu achava aquilo esquisito e sem sentido.
Ele mostrava as vezes as flores(papoulas) como se estivesse de cabeça baixa e chorando.
Acho que por isso, não gosto nem quero flores naturais, nos jarros aqui em casa.
Não suporto vê-las morrendo

Aqui tem 3 Bananeiras
Pois não é que agora, eu vivo a "falar" com as plantas do nosso jardim!
E com as árvores plantadas na nossa calçada.
Digo que gosto delas e que elas estão lindas.
Elas devem nem me entender. 
Mas, "seu Elino", me ensinou que elas ouvem e sentem.
Então, vamos conversar.
Liliane



19 comentários:

O meu pensamento viaja disse...

Se ouvem não sei! Mas falar com elas é dar carinho e isso só pode fazer bem.
Eu não falo, mas trato om muito cuidado. Por isso as minhas plantas estão lindas.

Pedrita disse...

ah, eu falo comigo, com as plantas. sou faladora. sei lá se ouvem, mas gosto de falar com elas. beijos, pedrita

Maria Alice disse...

Liliane a minha abobora também só da flores. Deve ser a terra que falta alguma coisa.A tia do meu marido falava e cantava com as flores e o seu jardim era lindo. Vamos falar com as flores da abobora?

✿ chica disse...

Que lindo te ler assim! Gostei e também falo com elas e dá certo! Gosto disso! bjs, chica

Simone Felic disse...

Olá Liliane
Eu adoro plantas, mas não converso com elas, acho
que não adianta não, se não aguar e dar adubo não adianta
muito ficar falando.
bjs

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Zizi Santos disse...

Meu marido tem plantas no escritório e elas
estão bonitas. Precisa ver cada orquídea bonita!
Sei que ele fala com elas. Deve ser isso, eu creio
Continue falando com a aboboreira, mas eu acho que está faltando terra
Palpite meu.
Suas plantas estão lindas

Crocheteando...momentos! disse...

Falar e abraçar árvores...são verdadeiras terapias!
Não sei se para elas...mas para nós... são com certeza!!!
Bj e belos os seus olhares!

Montana disse...

Eu não falo com as minhas plantinhas mas tento cuidar bem delas. Não posso dizer que estão lindérrimas mas vão sobrevivendo.
As minhas tias tinham jardins muito bonitos e essas sim falavam com as plantas.
Bjs.

Bell disse...

Tudo tão lindo por ai.

bjokas =)

Mona Lisa disse...

Minha avó dizia o mesmo e sempre que ia ao quintal ou Jardim falava com elas enquanto as pregava.
Minha mãe sempre fez o mesmo e as plantas nunca morriam.

Beijinhos.

lenalima disse...

Que postagem lindaaa Liliane adorei, eu já falo com as plantas faz tempo
dizem que sou8 louca , mas nem tô!

beijinhos

Hugo disse...

Agradeço pelas informações do medicamento Calculina. Falei com minha esposa e ela ficou de decidir se vai querer ou não. Se ela quiser eu te avisarei.

Você deu sorte com o técnico em informática, porque aqui em SP qualquer serviço é caro, ainda mais quando a pessoa vai fazer o serviço na casa do cliente. Pior ainda é quando o cliente sabe pouco sobre o serviço e o técnico pode inventar o defeito o que quiser para cobrar mais.

Eu conheço bem de informática e pelo menos nisso não preciso pagar outra pessoa.

Abraço

Decorações pra Corações disse...

Que bonitinho.
Vou tentar tbm rss

Beijos
Thaís Xavier

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Liliane, eu ainda não falo com as plantas, mas minha mãe fala e diz que elas ouvem, tudo o que ela planta fica lindo, rsrsrs beijosss!!!

Teresinha disse...

Liliane, achei o seu conto muito bonito.
Também gosto de me lembrar de episódios engraçados que marcaram a minha vida.
Eu já ouvi dizer que as plantas gostam que se fale com elas! Eu não falo e as poucas que tenho estão bonitas... enquanto as cuido. Quando me ausento ficam tristes, mas não morrem.
Tudo o que coloco na terra nasce e cresce. Depois ofereço a quem tem quintal, porque aqui em Coimbra só tenho varandas. Nos Açores tenho terrenos e tudo o que lá semeei ou plantei está grande. Os araçás são o meu orgulho e gosto muito de os comer diretamente da árvore.
Beijinhos

rosiarts disse...

Amo plantas, tenho sempre um pezinho de alguma comigo, pois me mudo muito e isso me faz perder algumas. Falar com elas é muito bom, trabalhar a terra é melhor ainda e ver o resultado me deixa realizada.
Bjus. Rose.

Patricia Merella disse...

Olá Liliane, eu fui criada no interior da Baía, só me mudei para salvador ns adolescência para estudar.Papai tinha fazenda na mata e na cáatinga e eu cresci plantando e colhendo. Sim eu falo com as plantas do meu jardim, marido se acaba de rir quando me flaga .beijinhos

Patricia Merella disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Patricia Merella disse...

Desculpa Liliane, Bahia. .O meu telefone é em francês e as vezes faz besteira.