Minha lista de blogs

domingo, fevereiro 26, 2017

O SAMU no Galo da Madrugada

O inicio
Trabalhei no SAMU por 3 anos.
E num Sábado de Carnaval, o dia que tem o desfile do Bloco Galo da Madrugada, eu fui dar um plantão de 12 h num dos locais onde a Prefeitura põe Postos de Atendimento Médico.
Era a oportunidade de ganhar um $$ extra e de está pertinho do percurso do Galo da Madrugada.
Achava que dava para fazer muitas fotos e quem sabe, "balançar o esqueleto".
Eu amo o Galo da Madrugada.
Fui a muitos desfiles do Galo, devidamente fantasiada e com minha garrafa de água.
E chegando
Escolhi um local que imaginei fosse a Concentração de saída do Galo da Madrugada.
Me enganei.
Estação do Metrô
Cheguei cedinho no SAMU, deixei meu carro e pegamos a ambulância do SAMU que ia ficar no nosso Posto.
E o Posto ficava em frente a Estação do Metrô.
E foi um terror.
Além de povo feio, era um bando de mal educados.
Ou eram feios porque eram mal educados.

Olha o tanto de gente
Eles passavam em frente ao Posto de Atendimento e vinha pedir para tirar a Pressão Arterial.
Claro que não tirávamos.

Fantasias
Mal podíamos vê essas fantasias de pessoas que vem para o desfile do Galo.
Fotografar foi difícil.
Não tivemos sossego.
Fantasias
Mal conseguimos encontrar um local decente para comprar almoço.
E mal conseguimos engolir o almoço.
O falecido
Depois que o Galo passou nessa área onde estávamos(eu, um colega cirurgião e 6 auxiliares de enfermagem), começou a chegar pessoas completamente embriagadas.
Era uma quantidade tão grande de bêbados e bêbadas que um servente só não dava conta de limpar os vômitos, de trocar os lençóis das macas.
As 10 macas do local foram poucas para o atendimento.
Atendíamos pessoas deitada no chão, porque elas simplesmente, caíam e não conseguíamos levantar.
Tirar a PA de um paciente embriagado, gritando, inquieto é um terror que nunca mais quero passar.
Os Bombeiros traziam nas macas, embriagados que caiam nas Ruas.
Imagino que numa guerra deva ser infinitamente pior.
Mas eu não estava numa Guerra.
Na hora de irmos embora, em torno das 18 h, porque o Galo já estava longe do nosso local, foi outro terror, porque as pessoas, mal educadas não dão passagem para as Ambulâncias.
Lembro que havia Posto de Atendimentos que só foram desativados as 20 h, porque o Galo ainda estava passando. Coitado dos colegas.
Acho feio qualquer pessoa embriagada. Mas mulher embriagada é horrível.
Liliane



12 comentários:

Os olhares da Gracinha! disse...

As pessoas embriagam-se ... não se divertem e nem deixam divertirem-se!!!
Bj e obrigada pela partilha!!!

Montana disse...

O que deveria ser um divertimento passa a ser um horror. As pessoas abusam e não têm noção até onde podem ir.
Bjs.

✿ chica disse...

Confundem festa com bebedeiras..Credo!Pena! bjs, chica

Zizi Santos disse...

Aqui não é diferente !
e depois que tudo passa fica o lixo e o odor do xixi
carnaval bonito só depois de editado pela tv

Zulmira Romariz disse...

Eu não gosto de carnaval, os excessos irritam-me, bjs Liliane

Maria Claudia disse...

Oi Liliane, não gosto de bebidas alcoólicas e não gosto de ver pessoas embriagadas passando mal. Não sou contra de quem gosta de tomar uma cerveja mas detesto estar ao lado de pessoas que exageram na bebida e perdem o senso de humor. Que trabalhão em ter que cuidar dessas pessoas bêbadas em pleno carnaval.
Mudando de assunto, adoraria curtir o carnaval do Galo da Madrugada. Cada ano ele tem uma nova roupa decorativa. Por aqui ando devagar, ainda nem sai para dar uma volta para ver a folia. Vou ver se saio hoje. E respondendo a sua pergunta lá no blog, dei uma parada na fabricação dos vasinhos. Estive doente uma semana e graças já estou melhor. Voltarei com minhas artes semana que vem.
Tudo de bom querida,bjsssss

Bruxa do 203 disse...

Também acredito que eram feias por serem mal educadas. E ainda tem gente que fica ofendida quando falamos mal deste país.

Hugo disse...

Imagino a loucura que deve ser atender pessoas bêbadas e passando mal durante o carnaval.

É um trabalho para pessoas com muita paciência.

O meu pensamento viaja disse...

Liliane, eu não queria atender essa gente por dinheiro nenhum deste mundo. Detesto carnaval e nao suporto bêbados.
Beijo

Pedrita disse...

nunca entendi esse hábito brasileiro de achar que alegria só é possível com alcool. cair de bêbado não é nada alegre e raramente lembram o q fizeram. não vejo alegria nisso. ah, q legal q vc gosta do galo da madrugada. são paulo começou há uns anos com blocos, anda uma loucura. eu prefiro o sossego. beijos, pedrita

Mona Lisa disse...

Por aqui é igualzinho.
Festejos têm sempre confusão e bêbados!
Uma tristeza!

Adorei as tuas fotos.

Beijinhos.

Além da Rua Atelier por Veronica Kraemer disse...

Que horror, Lili!
Eu não gosto de carnaval e detesto gente bêbada!
Imagino a aflição que você deve ter sentido, e passar muito tempo com isso tudo...
Beijos