Minha lista de blogs

quarta-feira, novembro 23, 2016

Amendoim

Amendoim  
Só conheço uma pessoa na minha vida que não gosta de Amendoim.
É Nancy Betts, professora de Arte em SP.
Ela tem medo de se engasgar, acho que é isso.
Quando estudantes e morávamos juntas(éramos 5 estudantes), Nancy já tinha esse medo.

Eu gosto muito de amendoim.
Prefiro com as casca para ter o prazer de descascar e comer até aquela casca marrom que, se amarga, nunca percebi.
Descobri esse da foto e tenho comprado com frequência.
A gente começa a comer e não tem vontade de parar. Como Pipoca.
Como castanha.

Quando bem criança, na esquina de nossa casa de Vila, tinha um senhor alto, magro, preto e que eu chamava de meu compadre.
Ele vinha andando uns 2 bairros até chegar no nosso.
E vinha descalço. Acho que não existia chinelo havaiana. 
Chegava no inicio da tarde. Um sol forte e ele se protegia num guarda-chuva(ou guarda-sol) desses comuns.
Trazia um caixote na cabeça e um banquinho, também na cabeça.
Ele me chamava de minha comadre. Para nós ele era "meu compadre".
Todos os dias, no final da tarde, eu colocava um banquinho, sentava do lado dele, na calçada e conversávamos.
Nem lembro o que tanto conversávamos. 
Mas conversávamos. Muito.
Conheci os filhos dele, numa dessas ocasiões.
Bom, cresci, mudei de bairro, me formei em Medicina e um belo dia, vejo "meu compadre", na fila para tomar vacina.
Corri até ele, abracei e vi que ele me reconheceu.
Perguntei da família, perguntei do amendoim, perguntei da vida dele.
Ele ainda era vendedor de amendoim.
Mas já não caminhava tanto.
Até hoje, descascar amendoim me leva de volta ao "meu compadre".
Se eu soubesse que o tempo ia passar, nunca perderia meu compadre de vista. Nunca.
 
Liliane



15 comentários:

Hugo disse...

Amendoim é uma perdição. A versão doce com açúcar caramelizado fica ainda mais crocante.

Castanha é outra maravilha, mas infelizmente aqui em SP o preço é um verdadeiro assalto, além do mais neste época do ano próxima ao Natal.

Pedrita disse...

ah, encontrou outra q não gosta. beijos, pedrita

Patricia Merella disse...

Que linda memória Liliane. Reportou -me a infância, também aos amendoins e pipoca doce. Em Portugal é época de castanhas assadas eu amo.Beijinhos

Zulmira Romariz disse...

Amendoim, gosto muito, e também da «história» bjs

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Liliane... aqui em casa todos somos loucos por amendoim, compro um com uma casquinha crocante (tipo japonês) que as minhas crianças adoram!!!
Beijosss

O meu pensamento viaja disse...

Essa é uma história repleta de ternura. Até para mim que - pasme! - não gosto de amendoim.
Beijo

Montana disse...

Que linda história!
E também gosto muito de amendoim.

Beijinhos.

Bruxa do 203 disse...

Eu gosto de amendoim, ainda mais que nessas pesquisas sobre alimentação saudável ele é sempre recomendado, desde que seja sem sal.

Quando era criança passei mal por comer muito amendoim e a família proibia. Só voltei a comer depois de muitos anos.

lenalima disse...

Ah!!! não esqueci mesmo, sempre que dá venho aqui te ver e dar uma espiadinha.
Nunca irei te esquecer, mesmo sem blogue, sem face, tem pessoas que marcam nossa alma.

eu amo amendoim e aqui em casa o bolo preferido de todos é o de amendoim,acho que já até deixei receita.

beijão!

Maria Alice disse...

Essa é a minha Amiga Liliane! Seus "causos" e amendoim para vender no saquinho com casca! Não conhecia, por aqui não tem!

Lucinalva disse...

Olá Liliane
Gosto muito de amendoim. Linda história, quando plantamos amizades, colhemos afetos. Abraços querida.

lenalima disse...

AQui compramos amendoim sem torrar, torramos no forno com pouco sal... e comemos com casca
O melhor e mais pedido bolo aqui em casa é o de amendoim!

Nal Pontes disse...

Oi Liliane, também gosto de amendoim, como disse vc quem não gosta? Acho que é mesmo como chocolate e pipoca. Gosto demais. Qd vc falou do Senhor o seu compadre me fez lembrar de um um Senhor que morava no Jordão e trabalhava em Boa viagem ele saia todos os dias para trabalhar e ia a pé. Imagina foram anos assim até quase se aposentar ia e voltava a pé. Pode um negócio desse. Hoje ele já é falecido. Pois é amiga a tantas gente que passa na nossa vida e que se bem sobessemos não perderíamos de vista. Hoje tenho meus netos e em quanto puder quero aproveitar com eles cada momento. Bjs querida

Os olhares da Gracinha! disse...

A vida é assim mesmo mas recordar alguém com algo que nos agrada é bem bom!
Gosto de amendoim mas temo pela fragilidade dos meus dentes! bj

Zizi Santos disse...

Eu gosto de amendoim!
mas me da uma coceira no corpo que só vendo!

Compadre e comadre!
bom saber que o reencontrou!