Minha lista de blogs

quinta-feira, agosto 31, 2006

Violência

Faz algum tempo que tenho no carro, bem próximo a minha mão direita, um spray de pimenta. Para "sprayar" na cara ou de preferência nos olhos de algum marginal que se atreva a tentar me assaltar num sinal de trânsito. Espero não precisar usar. Mais tempo ainda, tenho um cacete, também para usar quando se fizer necessário. Agora estou planejando comprar uma grande chave de fenda, a maior que tiver, para usar nas mesmas situações.
Torço para não precisar disso.
A violência para mim cresceu assustadoramente. Preciso me preparar para enfrenta-la. Acredito na Polícia. Não acredito é na in-Justiça. Essa não funciona.
Lendo a reportagem do marginal que matou e cortou ao meio, uma mulher no Rio de Janeiro, lembrei que o juiz que mandou solta-lo deveria responder a processo. A gente aqui nunca lembra disso. É preciso lembrar.

Chove em Recife. Não sei se todo Recife. Mas no meu bairro, chove. O dia está ainda escuro. Ainda não posso sair para trabalhar. Parar no Posto de Gasolina para calibrar os pens nem pensar nesta escuridão. O medo me prende.
Liliane

10 comentários:

cilene disse...

Conviver com esse medo..e triste..e o que mais gosto na Noruega e nao ter esse medo ....agora eu nao teria sua coragem..porque esses marginais podem atirar...

Kafé Roceiro disse...

Você foi homenageada lá no Kafé.

junior disse...

Liliane, o Spray pode ser uma boa ideia para o recife, se algum motorista aqui em sampa esboçar alguma reação como essa, o comparça do meliantes provavelmente fuzila o motorista. Aqui isso seria uma péssima ideia. Quanto ao Juiz, se ele soltou o cara dentro da lei, não vejo problema, vejo problema em os policiais não terem executado sumariamente o cara quando o prenderam. Talvez não fizeram isso porque a p0orcaria da impressa e das entidades dos direitos humanos seriam contram. Paizéco.

Anônimo disse...

Ana Maria - cuidado com reações, pois é o mínimo para um bandido matar a pessoa. Bjs

José Manuel Dias disse...

O maior dos medos existe dentro de nós...
Abraço

Francy disse...

Querida,
Ainda não sabemos quando vamos. D.C. está bem melhor, mas temos que esperar..
Nós não temos nenhuma arma de qualquer espécie no carro e esperamos nunca precisar usar qualquer coisa.. Tanto na Holanda, como aqui em Portugal, não precisamos andar armados... Á noite temos sempre mais medo do que durante o dia, entretanto aqui é bem mais calmo.
beijinhos,

Fernanda disse...

Mas tbém não pode ficar com medo o tempo todo. Tem que sair e viver sem pensar nisso tudo. Beijos.

Zana disse...

Por aqui, a violência é bem menor, mas existe, sim.
Viver o tempo inteiro com medo de ser atacado é horrível.
Espero que vc nunca precise usar nada disso que vc tem aí no carro.
Um beijão!

Kristal disse...

Não tenho um cacete.
Só de vez em quando.

Andréa N. disse...

Eu AMO Recife. Espero que essa violência diminua e acabe de vez. Beijo.