Minha lista de blogs

terça-feira, agosto 15, 2017

Assaltado

Ele não quis aparecer, então tive que "estragar" as fotos que tenho dele.
Mas eu tenho fotos dele na Academia como tenho de outros alunos.
Ele está terminando o Curso de Educação Física.
Breve será professor até na Academia que frequento.
Ele só tem 22 anos.
E já foi assaltado 15 vezes. Isso mesmo. 15 vezes em plena luz do dia.
Nas idas para o trabalho (como estagiário) em Academias.
Já levaram tudo que puderam.
Sinto uma pena grande dele mas o pior é a revolta que sinto por ter que aceitar esse absurdo.
A vontade é de estraçalhar bandido. 
Esse país presta?
Não para mim.
Liliane

20 comentários:

✿ chica disse...

PUXA!! è mesmo revoltante e pior é que tudo é aceito como se fosse normal.E nunca será pra mim isso! CRE$DO! bjs, chica

Nal Pontes disse...

Puxa! Coitado. Tomara que nunca mais ele seja assaltado. Ninguém merece uma vez. Qto mais 15x acho q eu nem saia mais de casa. Liliane aquela foto de minha família tô eu e meu falecido marido. Ele morreu de sarampo. Ele teve aos 08 anos e tmb quase morreu. Mas aos 27anos se repetiu. O medico dele me disse q em mil pessoas uma pode repetir. Foi muito. Muito triste sim. Ele foi muito especial pra mim. Amava fazer poesias e fez muitas pra mim. Foram 5anos e 10meses de casada
Criei meus filhos sozinha
É a vida. Bjs querida

Além da Rua Atelier por Veronica Kraemer disse...

Realmente está difícil viver aqui, querida Lili...
EStá cada vez mais complicado. ESpero que as coisas melhorem, pra mim, pra você, pro seu professor, pra todos!!!
Beijos
Veronica

Nal Pontes disse...

No início do blog tem vários posters que falo dele (esposo falecido) e de como foi no inicio sem ele

Bruxa do 203 disse...

Medo!!!! Que coisa horrível este país!

Jane Quintela de Carvalho disse...

Olha Liliane, é revoltante mesmo, e aí se você reage a um assalto e consegue ferir o assaltante você é que responde na justiça, porque coitadinho do assaltante né???
Os Direitos Humanos só funcionam pra eles... Afff!!!

Luli Ap. disse...

Olá Liliane
Puxa! Estou chocada, pra não dizer revoltada, porque é mais do que indignação.
Eu sinceramente não sei onde vamos parar desse jeito :(
Bjs Luli
Café com Leitura na Rede

Patricia Merella disse...

Sem palavras Liliane! Tristeza, é o que sinto.beijinhos

Cantinho da Gaiata disse...

Fiquei chocada, 15x é obra, se fosse eu estava traumatizada.
Muita força para ele e coragem.
Bj

Os olhares da Gracinha! disse...

Liliana já me assaltaram 5 x o carro e enquanto fui diretora de uma escola que foi assaltada inúmeras vezes por isso sei o quão angustiante é a situação!
Mas o mais grave foi um assalto não de puxão mas de arma branca que sofri quando regressava a casa ... onde me roubaram a carteira que nada tinha de especial e onde sofri um golpe no braço!
Porém quando fui identificar o assaltante ... as lágrimas soltaram_se de tal maneira que desisti da queixa com medo de represália pois era um drogado que morava não muito longe da escola onde lecionava!
Não há palavras para justificar o que sentimos quando invadem o nosso espaço!
Meu carro e o quarto de arrumos na garagem foi assaltado e quase de certeza por alguém que mora no nosso prédio mas como ninguém tinha a certeza ...
Bj

Mona Lisa disse...

Nunca fui assaltada.
Tenho pavor só de pensar que possa acontecer.

Beijinhos.

Isa Sá disse...

Deve viver sempre com medo de que do vai ser o próximo assalto.

Lete disse...

Andar sempre com medo, deve ser assustador... nunca passei por isso e espero não passar. :(
Lili, adorei saber que tem costurinhas para mostrar, já estou cheia de curiosidade... gosto tanto de apreciar peças feitas à mão! Vou aguardar com carinho. :)

Pedrita disse...

eu não gosto de fotos públicas. sou muito reservada. beijos, pedrita

Val disse...

Liliane, muito triste essa situação de insegurança que o Brasil atravessa. Me revolta que pessoas jovens, trabalhadoras, com sonhos, possam ser agredidas dessa forma no seu quotidiano. Para nós que vivemos em países seguros fica difícil de imaginar morar assim. Penso sempre que deve ser terrível para quem tem filhos adolescentes que saem sozinhos à noite. Não podemos colocá-los em redomas, infelizmente! Beijo, Liliane, tenho fé que um dia as coisas se encaminharão!

Maria Rodrigues disse...

Meu Deus está bem difícil viver no Brasil assim com tanta insegurança. Embora aqui em Portugal também existam assaltos não tem nada a ver com o que se passa aí.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

Hugo disse...

Liliane - Nosso país está uma vergonha em todos os sentidos.

Sobre seu comentário a respeito dos médicos, vou citar um relato pessoal para você entender como a situação da saúde está um caos aqui em SP. Inclusive com muitos aproveitadores. Por isso meu desgosto em relação ao atendimento médico.

Na postagem, em nenhum momento eu citei que médico deveria trabalhar de graça. Todas as pessoas merecem ser remuneradas com justiça.

Há anos que levo pai e mãe a vários médicos, inclusive meu pai faleceu ano passado e também acompanho minha esposa. Conheço bem o atendimento no SUS, em convênios e também de forma particular. Cada consulta é uma verdadeira loteria, eu poderia escrever um livro sobre absurdos e falta de humanidade que senti na pele ao acompanhar meu pai em alguns hospitais públicos. Você espera meses para passar em um especialista que atende em cinco minutos de forma seca. Depois espera mais três meses para conseguir retornar.

Convênios também são loteria. A maioria dos médicos são jovens que mal sabem dar um diagnóstico correto. Nos atendimentos particulares encontramos médicos bons, porém preços absurdos. Não tem como achar correto cobrar R$ 400,00, R$ 500,00 ou até mais para uma consulta de 15 minutos.

Eu já tive muita vontade de postar no blog tudo que eu e minha família passamos nos últimos anos em consultas e atendimentos com médicos e hospitais, mas preferi deixar de lado e escrever somente sobre coisas mais agradáveis como cinema.

Abraço

Debora disse...

Se fosse assaltada 15 vezes, acho que não saía mais de casa!

Montana disse...

Deve ser horrível viver nesse medo constante.

Ana Freire disse...

Meu Deus! Deve haver record no Guiness para tal situação!...
Nunca fui assaltada... mas já presenciei assalto por esticão, bem à minha frente, com um carro passando em alta velocidade, e levando a mala de ombro de uma moça...
Nem sei, como se consegue viver, com tal clima de insegurança...
Bjs
Ana