Minha lista de blogs

domingo, junho 21, 2015

O que aprendi com ela.

Não sei se é para escrever o que aprendi com ela. Ou escrever, a falta que ela me faz.
Mas é verdade, verdadeira.
Minha mãe casou-se, ainda, adolescente.
E teve muitos filhos.
Sou uma das mais velhas das filhas dela.
E tive que ser forte a maior parte de minha vida.
Nem fui muito ligada na mamãe, como são minhas irmãs caçulas.
Porque ela tinha tanto filhos pequenos que eu, acho, sentia falta de mais atenção.
Fiz algumas coisas para chamar atenção dela. Algumas não. Fiz muitas.
Mas é difícil quando vc tem um monte de irmãos (fomos 9)pequenos para cuidar.
E ajudei a cuidar de alguns mas com uma raiva que não tinha tamanho.

Mamãe
O que mais aprendi com ela foi de não perder tempo com quem não merecia. 
E, "não fizesse com os outros o que não quer que façam com vc".
"Seja correta, sempre".
"Só ligue para quem lhe liga."
"Se não lhe derem atenção, não dê atenção". Esqueça.
"E não sofra por isso".
Até hoje, tudo que não está dentro desses ensinamentos, vai para o lixo.
E lixo não reciclável. 

Minha mãe era muito alegre.
Gostava das festas temáticas que fazíamos, todos os anos, na casa dela.
E fazíamos para ela.

Tenho um remorso imenso de não ter dito a ela, o real valor dela para mim.
Remorso mesmo.
Mas como ela ensinou, não devo sofrer por isso.
Liliane

21 comentários:

✿ chica disse...

Que lindos aprendizados tiveste com ela.Coisas práticas e que te acompanham ainda hoje! Legal as lembranças! bjs, chica

Teresita disse...

Liliane, nuestras madres nos han dado lo que han podido, lo que faltó no se daban cuenta. Lo importante son los valores que hayas podido rescatar de la enseñanza, lo demás lo vas a poner vos con tus hijos. Un abrazo!

Maysa disse...

Liliane boa noite,
mãe é assim mesmo quando estamos perto delas acredito que com todas nós não nos damos conta do momento da oportunidade de falar o quanto nos ensinam , mas eu tbém perdi de dizer tantas coisas para a minha mãe que hoje já não esta mas aqui , trabalhei isto em minha cabeça para poder seguir em frente.
forte abraço
elisa

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Liliane, minha avó era muito parecida com a sua mãe, aprendi muito com ela também... beijosss!!!

Maria Alice disse...

Boa noite! Fazemos o que nosso limite nos permite naquele momento.Gosto quando você escreve com sua sinceridade!beijos3

Marly disse...

A verdade é que viver é difícil, pois a gente vai aprendendo aos poucos e muitas vezes o entendimento mais profundo das experiências que vivemos acontece muito depois. Mas você
tem a sorte de ver a sua mãe hoje de forma muito positiva, o que é uma bênção.

Beijo

Christiane Garcia disse...

Tenho certeza que sua mãe sabe do valor que tinha para vc. E imagino o orgulho dela em ter vc como filha.
Te desejo uma semana maravilhosa! Bjs

Zilnete Antunes disse...

Oi Liliane!!!
Não sinta remorso, amiga!!!
Tenho certeza que sua mãe com toda essa sabedoria, sabia exatamente o significado que tinha em sua vida!!!
Boa semana!!!
Bjos!!!

O meu pensamento viaja disse...

Liliane, entendo perfeitamente a sua sensação. Comigo aconteceu o mesmo quando perdi minha mãe. Fiquei com o sentimento de que poderia ter feito muito mais, dito muito mais, amado muito mais. Melhor não pensar. O que está feito, está feito e não há como mudar.
Por outro lado, tranquiliza-me saber que minha mãe tinha a certeza que a minha ligação com ela era profunda, talvez a mais profunda que alguma vez fui capaz de criar. Bj

Crocheteando...momentos! disse...

Liliane...a vida é assim mesmo!
Mas você aprendeu a crescer com a sabedoria materna!
Fez no sábado meio ano que a nossa mãe partiu (somos duas irmãs)...e a saudade irá permanecer connosco!
Bj amigo

Ana Maria Braga disse...

Felizmente a minha mãe ainda é viva.
Mas, sinto saudade da minha avó. Muita mesmo.
Acho que terei esse seu mesmo sentimento quando a minha mãe se for.
Não sou muito de falar, de acariciar...essas coisas. Mas, ela tb é igual.
Mas, tenho muito amor por ela.
Bjs

Montana disse...

A verdade é que a sua Mãe deixou bons exemplos de vida. E Ela devia ter muito orgulho da filha.
A saudade fica sempre. Recordo muitas vezes a minha, tanto nos bons como nos menos bons momentos que a vida nos vai oferecendo. Ela era uma mulher muito forte que tinha como lema "para a frente é que é o caminho". A minha neta mais velha herdou o nome, oxalá seja uma Mulher com M grande tal como a sua bisavó.
Bjs.

Daiane Aline disse...

Que lindo!
Tenho o mesmo sentimento quanto a minha avó que faleceu à alguns anos, o remorso de não ter dado a devida importância, e tento compensar isso dando a importância aos que ainda estão ao meu redor, é oque ela gostaria.
Tento passar uma das lições da sua mae pros meus filhos que é não faça com os outros oque você não gostaria que fizessem com você.
Acho que se a pessoa aplica esse conceito na vida ela não irá fazer grandes estragos arrependimentose ou remorsos.
Bjuss! Boa semana pra você!

Angélica D disse...

ojala todos hiberamos aprendido tanto de nuestras madres .. un lindo homenaje y añoranza a la suya

Patricia Merella disse...

Olá Liliane
Mnha mãe também casou cedo eu sou a segunda com 46 e ela tem
64 anos. Sinto muita falta de minha mãe,a amo tanto, tanto e ela sabe disto o digo todos os dias o quanto a amo e sintofalta dela.
Logo ela estará cá comigo por uma temporada e eu irei mima-la.
Minha mãe me diz todos os dias oq eu tua mãe lhe ensinou,n valorize quem n te valorize,mas ame e cuide de quem ama e cuida de você.Beijinhos

Zulmira Romariz disse...

Liliane, sua mãe não precisou que você lhe dissesse quanto a amava, ela sabia, tenha certeza,
beijos e boa semana

Nal Pontes disse...

Oi Liliane, sua mãe foi uma guerreira. E deixou um lindo
legado para vc e seus irmãos. E a maior retribuição
é viver os seus ensinamentos. Tava com saudades daqui.
postei fotos tiradas de minha nova janela e lembrei de vc como sempre.
Bjs amiga, desejo um dia lindo.

Lilasesazuis Gata disse...

Saudades dói, dói muito...

Sua mãezinha foi sábia.

Deixou lembranças inesquecíveis.

E, tenho certeza que você demonstrou o amor nas pequenas coisinhas do dia a dia...intuitivamente reconhecemos o amor.

beijinhos, querida, tenha uma semana bem bonita!

Lígia e=^.^=

Zizi Santos disse...

São tantas boas lembranças que devem
abafar qualquer remorso que tenha!
festas temáticas!
eu me recordo dos seus posts!

bjs
(minha mae teve 10 filhos, mas ficaram 2)

Debora disse...

Liliane, adorei seu texto. Imagino como seja criar 9 filhos, com todos precisando de atenção. Ela passou ótimos valores a vocês, coisas que aprecio muito e que, infelizmente, são cada vez mais raras. Ficaria feliz se meu filho um dia dissesse que aprendeu tanta coisa comigo.

Elaine disse...

Gostoso de ler.
Graças a Deus minha mae já recebeu inúmeras declarações minhas... ela sabe que sou apaixonada tanto por ela como por meu pai. Sou mais mãe da minha mãe do que ela é minha. Com certeza a sua se foi sabendo da importância que ela tinha em sua vida.
Bjus e até mais.