Minha lista de blogs

domingo, dezembro 04, 2016

A viagem de meu pai

O filme
"Aos 80 anos, Claude Lherminier (Jean Rochefort) já não é mais o grande industrial de antigamente. Aposentado, ele sofre com a perda de memória, e não consegue viver sem a ajuda de enfermeiras. Mesmo assim, insiste em morar sozinho, afugentando todos que tentam ajudá-lo. A filha Carole (Sandrine Kiberlain) não quer colocá-lo num asilo, mas se preocupa com as manias e obsessões do pai. Em especial, Claude não para de falar na visita da outra filha, Alice, que não vem vê-lo há quase dez anos."
o filme
Gostei muito do filme.
Procurei vê-lo depois de ler no blog do Hugo.
E vi no Youtube, onde o filme está disponível numa versão Dublada(horrível).

É sempre doloroso vê a degradação da memória das pessoas que nos cercam e mesmo das que não nos cercam.
E a gente nem tem noção de quando, ou se vamos perder a nossa.
O filme mostra isso, num homem ainda ativo fisicamente.
Liliane

13 comentários:

Pedrita disse...

como o youtube raramente coloca filme oficial. não vejo. eu não conseguiria ver um filme sobre esse tema. difícil. estou sentindo sua falta no meu blog. beijos, pedrita

O meu pensamento viaja disse...

Esse é um tema extremamente doloroso!
Beijo

Patricia Merella disse...

É mesmo triste Liliane. As vezes eu me pergunto qual é pior :se é n ter boa memória na velhice e ter saúde física ou n ter saúde física e não ter boa memória. Bom Domingo por aí, beijinhos

Montana disse...

Infelizmente é uma realidade que pode acontecer a qualquer um de nos.

Também espero que volte a visitar Portugal e quem sabe se nos iremos conhecer pessoalmente?
Beijinhos.

Hugo disse...

Gostei da proposta do filme em explorar o estágio inicial da doença, sem apelar para o drama forte cheio de lágrimas, como seria comum neste tipo de história.

Jean Rochefort tem uma belíssima atuação.

Um ótimo domingo para vc.

Zilnete Antunes disse...

Oi Liliane!
Ando me interessando por esse tipo de filme... Deve ser culpa da idade!!! rsrsrsrs!
Quero ver (do netflix) por recomendação da blogueira Leia Cooker, "Longe dela", vc já viu?
Obrigada pela dica!
Bjos! Boa semana!

Além da Rua Atelier por Veronica Kraemer disse...

Lili querida, assistirei!
Obrigada pela dica!
Beijosssss pra ti!
Vero ♥

Zulmira Romariz disse...

Deve ser interessante,bjs e boa semana

Mona Lisa disse...

Um filme que adorava ver. Aborda um tema que me é familiar.

beijinhos.

Bruxa do 203 disse...

Quero assistir!! Mas dublado, nunca!!!!

É muito difícil aceitar que uma pessoa possa perder a capacidade dessa maneira.

Maysa disse...

Liliane ainda falando das plantinhas sabe quando voce quer muito uma planta linda é o meu caso com o alecrim eu gostaria muito mas não acerto com ele,
forte abraço elisa

Anajá Schmitz disse...

Olá,
adorei a dica, fiquei curiosa para saber como foi essa viagem. Viajar para mim é a melhor coisa da vida. Outro dia perguntastes sobre uma viagem nossa ao Uruguay. Para nós que adoramos estar na estrada é perto. Ás vezes vamos somente almoçar lá, tem um restaurante que tem um bife maravilhoso. Até a fronteira tem 385 km, mas até Colonia de sacramento, o lugar que aparece nas fotos do post que perguntastes, tem 1060 KM de distância da nossa casa, na cidade de Osório-RS.
Bjos tenha uma ótima semana.

Zizi Santos disse...

Filme super interessante ,
prefiro sem dublagem, gosto do áudio original
mas com legendas , é claro
sobre a doença, fez me lembrar do sogro de uma amiga
que ao ficar doente assim corria atrás das enfermeiras
só pensava em sexo.
precisaram colocar um enfermeiro, aí ele deu uma sossegada