Minha lista de blogs

quarta-feira, julho 22, 2015

Carroças com cavalo

Cada vez que encontro uma carroça com cavalo no meu caminho, eu "descompenso".
Geralmente, estou no carro e com dificuldade de parar.
Encontrei hoje, na volta da Academia.
Chovia e o trânsito estava, como sempre, engarrafado.
Mas eu acompanhei a carroça, xingando, ameaçando chamar a Polícia, que coitada não pode fazer nada.
Esse país desgraçado, até hoje não tem uma política de Proteção a esses pobres animais.
Se vc pensa que tem ou diz que tem, é porque não sabe.
E pode até ter no papel(higiênico?) que não tem o menor valor.
No Google
Quanto de peso um cavalo pode carregar?
Vc sabe? Não sei.
O que sei é que essas carroças pesam horrores.
Imagina com gente em cima.
Ou com cargas em cima.
Eu nunca ficaria passava diante de um crime desse.

Uma vez atendi um carroceiro.
Comecei a quase agredi-lo quando ele falou que era carroceiro.
Mas fui vendo que ele estava seguro nas informações de como tratava o animal.
Falou na ração(marca), nos banho que dava, nos cremes que passava nos cabelos dele.
Acho que acreditei que existia alguém que cuidava bem, de quem lhe servia de ganha-pão.
E nas consultas posteriores, vi fotos do cavalo.
Será que era verdade ou fui enganada?

No Google
Meu querido Marceneiro, Rosinaldo, comprou um cavalo para montar.
Eu coloquei o nome de Cristovão.
Roubaram Cristovão.
Certamente, Cristovão está carregando um peso que vai além de suas forças.
Sabe quando isso vai se resolver? Nunca.
Se vc vai dizer que tem outros países que tratam seus cavalos assim.
Então é país desgraçado, também.
Liliane


11 comentários:

Lilasesazuis Gata disse...

Liliane, fico feliz que sua linda gatinha passa bem

Com jeitinho você vai conseguindo dar os cuidados necessários.

Querida, infelizmente, o ser humano na sua arrogância aproximou-se dos animais para tirar deles o máximo possível...força de tração, carnes, peles, couro, lã, leite, ovos, remédio e diversão.

São condenados à prisão perpétua e aos trabalhos forçados.

Machucados, feridos, mutilados...sem piedade...e há turista que acha lindo as charretes!!

E há quem acha natural existir carroças.

Pobres e explorados animais... argolas de ferro, freio atravessado em sua boca, chinchas que o prendem às hastes da charrete ou carroça, antolhos que os impedem de observar o ambiente para poderem mover-se em segurança, chicote!!!

Precisamos evoluir!!

Evoluir em compaixão, em respeito pelas demais espécies!!

Precisamos de uma educação (desde a infância) voltada ao amor, conscientização e respeito à nossa e demais espécies.

Mas, precisamos também de leis severas!!!! Pois desajustados e psicopatas aparecem do nada e fazem monstruosidades!!

Concordo com você...nesse nosso país, estamos loooonnnngeeeee de leis íntegras que protejam quem não consegue se defender!

beijinhos, tenha uma boa noite!!

Lígia e =^.^=

Nina Braz disse...

Nossa Liliane, eu também morro de pena dos bichinho!
Não deveria ser permitido.
Beijos

Zizi Santos disse...

Em Brasília, onde você tb morou, existem muitos carroceiros
ali, bem atrás daqueles monumentos maravilhosos, existia
um lixão e moradias. Com certeza, carroceiros que tentavam ganhar o pão
para suas crianças. É revoltante, sim
mas nunca arrumam uma solução

bjs

Crocheteando...momentos! disse...

Liliane realmente é inacreditável mas por esse mundo fora há muito animal maltratado!
Quanto ao xaile em crochet...demorou a fazer pois as arteroses na mão direita...não me dão descanso! Bj amigo

Crocheteando...momentos! disse...

Liliane realmente é inacreditável mas por esse mundo fora há muito animal maltratado!
Quanto ao xaile em crochet...demorou a fazer pois as arteroses na mão direita...não me dão descanso! Bj amigo

Christiane Garcia disse...

Liliane, é realmente muito triste ver um cavalo arrastando esse peso todo. O respeito aos animais é uma parte importante do caráter de uma nação. As leis precisam mudar em muitos setores por aqui. Bjs

Jane Quintela de Carvalho disse...

Oi Liliane, que coisa mais triste, por aqui também temos alguns carroceiros e os cavalos coitados quase que nem se aguentam... é muito triste!
Bjos

Montana disse...

Infelizmente ainda não se respeitam os animais. E por cá, tal como aí, também acontece o mesmo. Muito triste. Beijinhos.

Nal Pontes disse...

É Liliane, é mesmo para se revoltar. O pior é qd ainda chicoteiam os bichinhos.
Sei não, infelizmente isso ainda continua. É triste e revoltante.

Debora disse...

Aqui em Curitiba tenho visto poucos. Tenho a impressão que estejam diminuindo, mas não sei se existe qualquer fiscalização. Acho que não.

Não tenho nada contras ter um cavalo para ajudar no trabalho, desde que seja bem cuidado, não carregue peso excessivo, que possa descansar. Mas a maioria que a gente encontra está tão judiado que fica óbvio que a realidade não é essa.

Patricia Merella disse...

Muito triste!