Minha lista de blogs

sexta-feira, abril 24, 2009

Caixão com gaveta

Quando estudante de medicina e mesmo anos depois de formada pensava que nós médicos(as)éramos "imorríveis" e "indoencíveis." Sei lá porque pensava assim. Mas pensava.
Com o passar dos anos, a ficha foi caindo e a vida foi me mostrando que não era bem assim. Ou melhor, não era nada assim.
E me vi assustadíssima com a morte, principalmente, a morte não anunciada.
Desde então comecei a pensar uma maneira de não ser pega de surpresa e deixar nas mãos de qualquer pessoa o que eu quero que seja feita com my body.
Quero está de baton, blush, rímel, bem muito rímel, sombra, pó facial, uma roupa bonita, ajeitadinha.
A morte já é feia e vc ser vista mais feia ainda, não pode.
Sempre falei isso aqui em casa. Sempre fiz essas recomendações.
Avisei aos parentes todos.

Essa foto mostra meu marceneiro Rosinaldo. Um competente, marceneiro.
Faz algum tempo que fui encomendar a ele um caixão de qualquer coisa, sem preocupação de ser formicado por dentro ou por fora, mas que tivesse uma gaveta bem grande e funda onde eu pudesse levar coisas dos quais não quero me separar. Alguns livros, roupas, sandálias, minha bota de cano longo, meu notebook, rádio com pilhas novas ligada na Antena 1 e outras coisas que não lembro agora.
Tomei um susto com a reação do Rosinaldo.
Ele quase saiu correndo escada fora.
E até hoje, não aceita falar no assunto.
Mas eu vou insistir. Só tenho ele para fazer essa encomenda.
Liliane


7 comentários:

Sonhar é Preciso disse...

Cruz credo !
Eu faria o mesmo ! Correria e nao mais voltaria !
Quando eu morrer (já tem ate testamento) quero ser cremada e as cinzas juntar com as do meu Willy Boy e jogada num jardim ou num lago. Ó resto...botas, roupas, louças, pratas, casa...deixo pra quem ficou.pra tras
bjs

Cleide disse...

Eu já conheço essa reação do Rosinaldo. Acho que num 1º momento, tb reagiria assim.

Rose disse...

Pois é....acho que minha querida Liliane, não está de todo errada, nem fico escandalizada em saber que alguém quer colocar suas coisas queridas em uma gaveta bem pertinho de si, mas, será que terá oportunidade de usar? talvez, se a vida é eterna, com certeza precisará de um belo traje, batom e rímel para estar diante do Criador no dia do Julgamento Final...é, porque se você querida amiga não sabe, terá como todos nós que passar por este Julgamento...mas, se for esperta poderá estar preparada antes deste dia fatídico,bem, este será um outro assunto, de fato "aquela senhora", que não queremos falar o nome, vem sempre quando não estamos esperando, então sendo assim, ninguém merece ser pega de surpresa ainda sem batom.

Paulo disse...

Vc sempre fala num caixão assim. Rosinaldo, se é seu marceneiro, devia atender sua solicitação. Isso é só quando vc morrer. Por enquanto ele precisa fazer seus armários e etc e tal.

Jôka P. disse...

Não esquece daqueles esmaltes roxos que você adora. Mas até lá já vão estar secos, fora de moda e do prazo de validade.

Anilda disse...

Alô Liliane Fui ao velório de 2 colegas c/ músicas. Um deles do Beatles ,o outro c/ pagode.
Dizem que em Cbá terá um crematório em breve. Espero só precisar disso, depois de viver mais 35 anos.

Jhondal disse...

Ai credo!! Bom, eu nao vou levarf nada qdo for fazer a passagem. So mesmo o que vive nessa vida e as lembrancas. Bens materiais, vou deixar pra quem ficar. bjs
Dalva