Minha lista de blogs

quinta-feira, junho 05, 2008

Ana caligrafa

Faz um monte de anos que troco correspondência com minha amiga Anamaria.
Correspondência diária, via Internete.
Antes da Internete nos escrevíamos a cada 3 dias.
3 dias era o tempo que nossa carta levava para chegar ao destino.
E foram muitos destinos, Recife, Brasília, Cuiabá, etc, etc.
Acho que a gente vai ganhar o premio do Guiness Book.
São cartas demais. Tem cartas demais. Assuntos demais.

Houve um tempo que eu guardei as cartas. Mas vi que não tinha futuro. Era carta demais.
Eu não ia reler.
Rasguei todas.
Com a Internet passei a imprimir.
Ainda tenho um monte delas.
Mas vou rasgar. Vou jogar fora. Não há tempo para reler. Preciso até de tempo para rasga-las
Depois eu morro e fica essas cartas aí para dar trabalho aos meus filhos.



Anamaria é bibliotecária do BNB em Fortaleza.
A biblioteca do BNB é um luxo.



Aqui está um convite sub-escrito por ela, calígrafa.
Faz alguns anos que ela inventou de aprender a ser calígrafa.
Viajou, fez cursos e está aí, "caligrafando."Beijo, querida Ana.
Liliane.

8 comentários:

Anônimo disse...

Ana Maria - adorei tudo que escreveste sobre mim. É isso mesmo.. anos de cartinhas e emails. Neles nos confidenciamos, trocamos ideias, sugerimos outras, damos pitacos na vida da outra..rs... e por aí vai. Te escrever é uma delicia. Obrigada por falar em mim no teu blog. Bjs.

Jôka P. disse...

Ana uma vez me escreveu um e-mail, elogiando o meu blog.
Sugeriu que eu fizesse até um post sobre o site que divulga o trabalho dela.
Não fiz, mas você fez.
Viu, Ana !
Você está ficando famosinha !
Bjs!
PS: não guardo cartas, jogo tudo fora, tenho horror de guardar coisas, principalmente cartas que só servem pra encrer gavetas de papéis de das traças.

Jôka P. disse...

...só servem pra encher gavetas de papéis e dar traças.

Anilda disse...

Olá Liliane! Lembro dos coments q/ vc. fazia qdo morava em Cbá da sua amiga q/ escrevia mtas. cartas, porem não sabia quem era.
Ganhei um livro da Simone, em q/ o Seneca faz várias cartas a um amigo. Sempre q/ o leio lembro de vc. Bjs.

Francy&Carlos disse...

Querida Liliane,
Tenho uma ótima sugestão: tens que transladar essas cartas para um livro e com certeza vamos publicar e vamos ler. Escreves muito bem e tens sempre muitos assuntos. O livro será uma delícia de leitura.
bs,

Anônimo disse...

Ana Maria - a ultima foto está mais parecida comigo atualmente. Bjs

Anônimo disse...

Venho acompanhando a Ana Maria e a letra dela esta cada vez mais linda,,parabéns a vc,,so discordo de vcs,,tenho cartas mil e um dia tentei queima-las ,mas la estava minha vida ,,quem era meu professor na faculdade , quem eram minhas colegas ,la falava da vida de cada pessoa da minha familia,,então resolvi continuar guardando as minhas cartas de amor,das amigas queridas ,tenho algumas da Liliane ,qdo eu morrer eu pedi para que coloquem no meu caixão,,se algum filho quiser le-las e ficar com elas pode ficar,,mas ali esta a minha vida e gosto de relembrar as coisas boas,,Bjs CELIA REGINA

Laura disse...

Linda a letra dela. Antes da Internet eu tambem escrevia muitas cartas. Me correspondia sempre com uma prima que mora em Maceio, ou com amigos em outros Estados. Quando era adolescente trocava correspondencia com outros adolescentes de outros paises, em Ingles. Conheci meu marido atravez da correspondencia. Escrever carta era uma delicia. Agora, com o email, ficou tudo mais facil e mais perto. Mas internet nao tem aquela euforia, aquela delicia que eh receber uma carta de alguem. Olhar a letra, as vezes sentir ate o perfume.