Minha lista de blogs

quinta-feira, janeiro 17, 2008

Doméstica


Faz tempo que procuro uma empregada para os serviços domésticos.
Já elimino de cara, algumas candidatas.
Quando diz que sabe cozinhar feijão e arroz, digo que também sei e que não vou pagar para cozinhar feijão e arroz.
Adoro feijão e arroz.
Nem tem muita coisa para fazer já que nós passamos o dia quase todo fora de casa.
Mas, eu quero e preciso de mais tempo para mim. E uma doméstica ajudaria muito.
Já tenho faxineira de muito tempo, que sem perder tempo e sem conversa mole(não gosto de perda de tempo nem de conversa mole) deixa minha casa mais gostosa, semanalmente.
Eu queria alguém como essa do desenho que tem cara de quem sabe seu ofício.
Esta semana, arranjei uma.
Qualquer dia ponho a foto, se tiver "saco" de aguentar esperar que ela dê conta do ofício.
Não sei se terei essa paciência. Sou exigente. Para mim, quem se candidata tem que saber. Eu não vou ensinar nada.
A doméstica chama-se Severina. Nos documentos dela.
Aqui vai se chamar Clarice(lembrança da Lispector). Sempre troquei os nomes que não gosto. Aqui já tive Ana Paula, Clarissa, Giovana.
Ontem, chamei-a algumas vezes e ela não atendia porque tinha esquecido que o nome era Clarice.
Ela tem um buraco na arcada dentária superior. Olhando, rapidamente, não dá para vê se tem cáries. Depois, se tiver depois, vejo os dentes.
É magra, cabelos curtos, as unhas dos pés, feinha, feinha.
As unhas das mãos estão conservadas.
Tem 39 anos e aparenta 59.
Hoje, para me prevenir, já dei Annita. O vermífugo que "mata" todas as parasitoses que possa ter.
Ontem mandei fazer um peixe recheado. Encontrei um peixe com o recheio saindo pelos lados porque ela dobrou e juntou o rabo com a cabeça. Disse que o peixe não era inteiro. Era uma banda de peixe.
Falha minha, na compra.
E vamos vê até quando vou aguentar Clarice.
Torço muito para Clarice acertar.
Liliane

8 comentários:

Jôka P. disse...

Você tem um senso de humor malvado, muito parecido com o meu.
Não medimos as nossas palavras e arcamos com as consequências disso.
Também não tenho saco nenhum pra domésticas burraldinas, que não sabem o serviço.
Empregada doméstica é um trabalho que elas vão tentar quando não sabem fazer nada.
Acham que patrão é professor.
Que emprego é curso de culinária, de higiene e tal...
Não conhecem aspirador, não sabem a diferença de um Pinho Sol pra um perfume italiano.
Fez muitíssimo bem em trocar o nome de Severina. Clarice ficou mil vezes melhor.

Sonho Meu disse...

Ainda se usa empregada no Brasil. ai que delicia...aqui só tinha antes do Roosevelt ser presidente.
Se vc quer uma faxineira 1 dia por semana, voce teria que pagar 100 dolares pra uma faxina cronometrada de 1 hora. Nao limpam nadica...por isso eu mesma que faço tudo. Mas empregada, faxineira, personal trainer já tive tudo isso quando marava no BRasil, vindo pra cá a mamata acabou.
Entrei no site de fotos de Recife adorei e já favoritei. Muito obrigada por me fazer viajar virtualmente pra minha cidade querida.
bjos e aparece la no meu blog...tem fotos do dia.
me

Evilasio Tenorio disse...

Acho que essa é a única profissão em que uma pessoa não deveria ter muita dificuldade em desempenhar. Afinal, do mesmo jeito que deve fazer para os outros deve fazer em casa (ou ao menos deveria...)

E às vezes aparecem cada uma... Me lembro que teve uma que levou meu irmão pra Limoeiro, já pensou? E meus pais ficaram loucos pra achá-lo, só descobriram no outro dia pq foram na casa dela, depois que as outras empregadas do prédio avisaram. E a doida alegou que fez isso pq achava meu irmão 'lindinho'... Tem cada uma...

Evilasio [evilasio.blog.br]

Francy&Carlos disse...

Oi querida,
Esperemos que encontres uma ótima "secretária para assuntos gerais".
bs,

HiranAbif disse...

Olha, o piercing foi na orelha. Ganhei um brinco bemm pequenino, bem disvreto, mas tenho que tirar quando vou trabalhar. A empresa é hipócrita, mas eu preciso do emprego. Quanto à Clarice, parece que as coisas só mudam de endereço, mas essa de mudar o nome, eu vou adotar por aqui. Beijos do Hiran.

HiranAbif disse...

Olha, o piercing foi na orelha. Ganhei um brinco bemm pequenino, bem disvreto, mas tenho que tirar quando vou trabalhar. A empresa é hipócrita, mas eu preciso do emprego. Quanto à Clarice, parece que as coisas só mudam de endereço, mas essa de mudar o nome, eu vou adotar por aqui. Beijos do Hiran.

Laura disse...

Aqui nao tem nada disso. Todo mundo faz o proprio servico, e se pagar pra alguem fazer, eh como a Elena ja explicou, faxina cronometrada de 1 hora e super caresima. Eu nao tenho paciencia para empregada domestica, e nem confio em nenhuma. Mas acho interessante, no Brasil, com o indice de desemprego, ser tao dificil arrumar uma domestica que faca o servico direitinho. Elas ate sabem fazer, tenho certeza que na casa delas sai tudo um brinco. Na casa da gente eh que viram desinformadas assim. Nao queria esse povo na minha casa nao.

Anônimo disse...

Nossa... Vc é péssima... preconceituosa e maldita...ehehehe... eh tão sincera que parece ter algum distúrbio mental...eheheheh