Minha lista de blogs

terça-feira, fevereiro 20, 2007

Carnaval e chuva


Hoje, manhã de 3ª feira de carnaval, chove no meu bairro.
Aproveito para internetar, ler blogs, ler sobre cinema, assistir TV, DVD e etc, etc, enquanto não dá para sair de casa. Dá para sair com chuva. Mas eu prefiro olhar a chuva da janela.
E está trovejando.
Tenho medo de trovão. Minhas gatas de 4 patas parece que também se assustaram com o barulho dos trovões.
Gostava quando os filhos pequenos se assustavam com trovões e corriam para nossa cama. Delícia. Agora não correm mais e nem devem ter medo de trovões.
Quando era pequena minha mãe mandava cobrir e esconder todos os espelhos que tivessem dentro de casa. Bastava chover forte para ela querer que a gente cobrisse os espelhos. Naquela época eu me olhava muito em espelhos. Agora, as vezes, me escondo deles.
Acabo de voltar do plantão noturno, no SAMU. Plantão tranquilo.
Não observei aumento de atendimento, de maneira geral.
Pessoas caidas nas ruas por excesso de alcool, teve alguns, na cidade e na região metropolitana coberta pela SAMU.
Não entendo porque se precisa beber para brincar carnaval.
Mas, fazer o que, não é?
Liliane de Paula

12 comentários:

Luci disse...

Liliane! sabe que eu gosto muito de vc?! ah, claro que sabe! acho que estamos na vida pra ganhar-perder-ganhar-perder... sem fim...!
e guardar as lembranças boas e mandar pra longe as más!
dourado, é?!
sandália dourada altíssima?! ó céus,vc. é corajosa...rs! continua tentando, uma hora vc. acerta o andar sedutor!
bjs!!!

Dalva disse...

Aqui tb colocando os email em dia. mandei uns pra ti. E nao pulou carnaval? Ah, aqui o frio ta q ta! E a gente ia pro Guaruja, ficava na praia e da janela via as pessoas tb assim, bebendo e mujito... uma pena mesmo! bjs

rubo medina disse...

Querida, ainda bem que o seu plantão foi tranqüilo. As (algumas)pessoas quando bebem perdem a cabeça. Parece até aquela música: "quando bebo perco o juízo..."
Beijos, fique tranqüila. Trovão só faz a gente dá pulo e medo e esconder debaixo da cama.
http://napontadolapis.zip.net http://dulcineia.blogspot.com

Helder Hortta disse...

oi Liliane, tudo bom?
bem "dóla" é como se chama um punhado de maconha. "ei boy, vai uma dóla aí?"
"perdigueiro" á uma raça boa para caça e proteção da casa. Cachorro de porto médio. tem as orelhas caídas, fáro ainda mais aguçado.
bjs

ei vcacabou me dando uma idéia com essa última postagem, acho q vou escrever sobre relampagos, vem chovendo aqui em Garanhuns tb
bjs

Andréa N. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Andréa N. disse...

Algumas pessoas bebem pra perder a timidez. Eu, por exemplo, que nunca pulei carnaval, acho que teria que beber pra encarar. :)

Por que cobrir os espelhos?

Beijos.

Jôka P. disse...

Você é bonita, não devia se esconder de espelhos.
Isso é coisa de vampiro.

Dani disse...

Oi, Liliane!

Por aqui, só um sol inclemente e um calor senegalesco!
Não gosto de chuva durante o dia, mas adoro temporais à noite... :-)

De fato, as pessoas pensam que precisam beber para se divertir. Ledo engano. Tal atitude sempre acaba mal.

Beijos.

Susana disse...

Liliane...

Tambem nao entendo a necessidade do alcool para se divertir... Ja vi um caso bem de perto e me deprime so de pensar.
Os europeus tambem tem esse problema... parece que so conseguem se alegrar depois da terceira vodka ou chopp.
Lamentavel.

Abraco,

Susana

Hiranabif disse...

Pois é, o relampago torrou minha placa mãe, o processador, e de quebra a fonte. Um prejuízo de R$ 1.000,00. Fazer o quê né ? A minha Lhasa Apso fica tremendo feito vara verde quando há trovão. Tenho que ficar com ela no colo o tempo todo tadinha!!! Beijos do Hiran.

DO disse...

É algo que eu tbem gostaria de entender,Liliane: pq as pessoas precisam beber,perderem o equilibrio pra se divertirem?
Sera que Freud explica???
Beijos!

O Meu Jeito de Ser disse...

Olá Liliane, vim lá do DO, sabe que ví aqui no seu post a minha vida. Era exatamente assim, não podíamos nem chegar perto de espelho, mesmo já cobertos, não se pegava em faca, nem tesouras, ou coisas metálicas. Foi assim que eles aprenderam, e nos ensinava.
O carnavalé apenas uma desculpa,para quem gosta encher a cara. Ficam corajosos.
Vou voltar.
Um beijo