Minha lista de blogs

terça-feira, outubro 17, 2006

Dor sem remédio


Li um artigo de José Ruy Gandra, na VIP de julho/06, cuja capa tem a linda Adriane Galisteu onde ele diz que todo mundo tem ou já teve uma "dor sem remédio".
Cita, no artigo, a dor sem remédio, de José Saramago.
Eu tenho algumas. Ou melhor, já tive algumas.
Dores enlouquecedoras.
Liliane

19 comentários:

cilene disse...

eu tenho muitas..e nunca serao curadas

Anônimo disse...

A dor e a alegria fazem parte o cotidiano.O quê não pode é ficar remoendo a dor e saudades pelas alegria porque dá câncer.Quem olha para trás vira estátua de sal.Sobre a sua eprgunta, vou tentar verificar para vc. Em princípio eu nem achei o telefone no catálogo.

Blogue da Magui disse...

Desculpe, esse anônimo aí em cima sou eu

*Isa disse...

Eu já tive,hoje em dia só quero prazer...
Olha,a foto coloquei ontem no blog.
Também acho a Galisteu linda.
Minha cirurgi a foi um sucesso.
Beijos.

Ricardo Rayol disse...

Não precisa ser nenhuma genia pra deduzir isso. rs... todo mundo tem e as vezes mais de uma.

dalva disse...

boas? Caminhando, parei no cyber. Olha respondo os emails assim q lap chegar, deposi te falo do lap. bjks

junior disse...

Liliane, eu tenho dores constantes. Mas nem ligo pra elas. Bjo

Francy disse...

Oi amiga,
Está tudo bem???
Aquela dor de ontem, tem remédio sim... ahahah!!!
Fui ver a minha afilhada, ela é pequenina, mas muito engraçadinha..
beijinhos,

Lena disse...

Sim, todos temos, amiga. a dor faz parte da vida. Também as tenho e não tenho sabido lidar mto bem com elas... Bjo!!

Luci disse...

todos as temos, Liliane...!
bjs!

Luci disse...

blog do Gandra
pra vc!
bj!

Blogue da Magui disse...

Hoje eu passei no Flat Areia Preta.Passo para vc as informações:
Fone: (27)3261-0114
email
areiapreta@uol.com.br
Em frente tem o Hotel Coronado com a diária para uma pessoa a 65,00.Na praia e ótimo hotel.

Mutatis Mutante disse...

Só se forem as minhas dores de loucura.

Bjs!

Kafé Roceiro disse...

Todos nós em algum momento da vida temos. Estou tendo uma que tristemente não tem nada mais que se possa fazer. E graças a esse blog e a vocês estou meio-inteiro ainda. Beijos.

rubo medina disse...

Como não li o artigo, que tipo de dor é essa? Física, psicológica...?
Beijos, querida. Bom fds.

Dani disse...

Para algumas dores, o tempo é o remédio. Para outras, nem isso.
O jeito é darmos um jeito de administrá-las da melhor forma possível, se não tivermos meios para saná-las.

Beijo grande, Liliane.

Carlos Leite disse...

Eu não entendo bem esse conceito... O tempo é um ótimo remédio.

Kristal disse...

Ainda não melhorou, Liliane ?
Espero que tudo já esteja bem.

Jonas Prochownik disse...

Liliane, eu acho que todas dores tem remedio. As vezes demora um pouco, mas as dores passam. espero que as tuas ja tenham passado. Bjs. do Jonas.