Minha lista de blogs

terça-feira, janeiro 15, 2019

Janelas novas, telas novas.




Trocamos as janelas do nosso quarto e da suíte (casa de banho) neste final de ano.
E novas telas precisam ser colocadas.
Hoje devem concluir a instalação.

Eduarda em cima da Impressora só para ficar perto de mim.
E aí, Eduarda, a única gata que, as vezes deixo entrar no quarto, vai ter permissão para faze-lo.
Eduarda é a gata que gosta de ficar olhando para mim, se estou no computador.
Ela é um amor.
Encontrei na rua, ainda criancinha.

E ontem, a Apple pediu novamente senha.
Cansei e escolhi um "palavrão".

Liliane

sábado, janeiro 12, 2019

Senhas, que chateação.



Tenho 02 celulares da Apple e 02 MiniIpad também da Apple e nunca vi uma chateação maior do que esses pedidos de SENHAS.
Há pouco dias troquei senhas desses aparelhos.
Hoje, novamente pediram senha e já não aceitaram as senhas recém trocadas.
Tenho uma caderneta só com senhas anotadas.
As únicas que dão problema, é da Apple.
E quando troco a senha, a Infanta Beatriz precisa tomar conhecimento.
Ela usa, e muito, meus celulares e os IPADs.
Lembrei desse Texto de Roberto Pompeu de Toledo escrito na Revista VEJA 01 de abril de 2015.
De lá para cá, nada mudou muito.

Acho que a próxima senha que pedirem vou escolher uma "palavrão" bem feio.

Liliane

sexta-feira, janeiro 11, 2019

Em pedaços - Filme




Assisti ontem esse maravilhoso filme, que gravei e que foi indicação do querido Hugo (www.cinema-filmeseseriados.blogspot.com).
Sempre anoto as indicações de Hugo mas nem sempre consigo assistir.
E a relação das indicações dele, já estão enormes.
Obrigada, Hugo.

Só conheço a atriz principal Diane Krueger. 
O Diretor é Fatih Akin (turco?)

Katja Sekerci (Diane Krueger) é casada com o turco Nuri Sekerci (Numan Acar) que já cumpriu pena por tráfico de drogas.
Agora Nuri leva uma vida aparentemente tranquila junto a esposa e o filho de 6 anos, Rocco, na Alemanha.
Uma tarde Katja deixa o filho Rocco com o pai no escritório e sai com uma amiga.
Ao voltar ele e o menino que estavam no escritório morrem vítimas de uma explosão criminosa.
A descrição da Perita sobre os pedaços dos corpos encontrados é de cortar o coração.
A tragédia deixa Katja arrasada e ela batalha na justiça pela punição dos culpados, um casal neonazista, certamente sem profissão definida e que vivem numa Garagem na casa do pai que não aceita o comportamento do filho e da nora.
E o casal de assassinos são considerados inocentes sabe-se lá como.
Insatisfeita com o veredicto, Katja decide pela vingança com as próprias mãos (Eita! Me vi aqui como Katja).

O filme está disponível, acho que ainda no Telecine.

Liliane

quarta-feira, janeiro 09, 2019

Bebedouro elétrico para gatos



Comprei, faz algum tempo um Bebedouro semelhante a esse para minhas gatas.
Não foi sucesso.
Ela viviam dando patadas e a parte de cima que guardava a água se espalhava pelo local.


Há pouco, uns 2 meses comprei esse Modelo que é elétrico e tem filtro de água.
A água sai por uma espécie de torneira.
E como fica ligada na tomada a água não deixa de cair.
Imaginei que elas fossem fazer fila para beber água.
Que nada.
Deram patadas e desmontaram o bebedouro. Por 2 vezes.
Precisei usar um protetor de fio até a tomada e coloquei umas fitas colantes poderosas que trouxe de viagem, para que a parte branca não soltasse da parte azul.
Mesmo assim, elas já puxaram as fitas. Recoloquei.
Vou algumas vezes no dia, olhar se elas fizeram alguma arte, no Bebedouro.
Tenho medo que levem choque elétrico.

Depois que coloquei o Bebedouro, esse modelo da foto, numa caixa de madeira que encontrei numa Frutaria, elas não conseguiram tirar do lugar.
Elas não conseguiram mais arrancar a fita colante.
Mas fazer fila para beber água ainda não fizeram.
Gatos gostam de beber água em torneira.
Porque esse bebedouro não fez sucesso, não sei.

E eu tenho quase certeza que quem puxa as fitas é Alice.
Liliane

segunda-feira, janeiro 07, 2019

Bird Box



Perdi meu tempo ontem vendo esse filme sem pé nem cabeça.
Sandra Bullock faz uma personagem chata.
Uma chateação do tamanho do mundo.
Gosto de filmes com pé e cabeça.

Liliane

sábado, janeiro 05, 2019

Algumas das gatas

Alice numa caixa nova

Alice

Carmem


Sara Jéssica e Julie Christie que já não estão mais aqui.
Enquanto vejo Filmes e Seriados na Netflix (amo a Netflix) e ainda não posso "resenhar", posto fotos recentes e não recentes das filhas de 4 patas e que são muito, muito amadas.
Alice e Carmem são fotos de 2019.

Lana Cristina, ainda por aqui com as limitações que a idade permite.
E que a gente, também, ama demais. 

Liliane

quarta-feira, janeiro 02, 2019

Deadwing - Série da Netflix


Sofia (Pihla Viitala) e Nurmi (Lauri Tilkanen)


O tempo livre que tive nesses feriados vi esse Seriado da Netflix em 12 capítulos.
Achei cansativo.
Muitas vezes tive vontade de desistir por causa do emaranhado que a trama tem.
É uma história que se passa na Finlândia e que lá tinha o nome de Karppi (Sofia Karppi).
A Netflix comprou, colocou o nome de "Deadwing" e espalhou pelo mundo.

Sofia Karppi (Pihla Viitala) é uma detetive com cerca de 30 anos e que acaba de perder o marido num acidente de trânsito.
Após o período de luto, Sofia Karppi volta ao trabalho e vai investigar a morte de Anna Bergdahl e que tem ligação a uma empresa de construção, a Tempo.
Anna se apaixona pelo sócio da Empresa Tempo (Alex)e por um tempo se acredita que ele foi o responsável pela morte dela .
O novo parceiro de Sofia nas investigações é Sakari Nurmi (Lauri Tilkanen).
Sofia tem que criar o filho menor e uma enteada chata adolescente (será que todo adolescente tem que ser chato? Meus filhos não foram adolescente chatos).
São bonitos os cenários de frio e muita neve na Finlândia.
A fotografia sempre escura.
Não prestei atenção se tinha trilha sonora. Devia ter.
Muitas vezes tive vontade de desistir de terminar a série.
Mas terminei. 
Vale lembrar que os nomes dos personagens são, na maioria das vezes, impronunciáveis.
E isso foi muito aborrecido e cansativo.

Liliane