Minha lista de blogs

terça-feira, setembro 28, 2010

Lixão da Muribeca?

Ontem fui fazer umas fotos e casualmente me deparei com essa bagunça. Sinceramente, pensei que estava no Lixão da Muribeca, um local onde se recolhe o lixo urbano aqui da cidade.
Não, não era o lixão.
Foi lá na casa da moça.
Ela tem mil qualidades, eu sei, mas no item arrumação ela apanha de 10 a zero.

Sai sem ter fotografado nada. Fiz que fotografei.
Depois digo que as fotos não ficaram boas.
Liliane

domingo, setembro 26, 2010

Cecilia e Julie Christie

Um close das gatas lindas que fiz hoje depois de uma manhã de muito, mais muito, trabalho doméstico.
Eu trabalhando e elas me olhando.
Acho que sentem prazer de ficar por perto ou de me olhar.
De ouvir minha voz já sei que elas gostam.
As outras, Sara Jéssica e Samantha não quiseram fazer pose.
Liliane

quarta-feira, setembro 22, 2010

Tiririca tá aí

Se eu morasse em São Paulo iria aumentar a votação do palhaço Tiririca.
Seria meu candidato.
Não que eu acredite que ele vá ser um bom político. Mas pelo menos ele reconhece que nem sabe o que vai fazer por lá e que pior do que está não pode ficar.
E eu quero mesmo é que ele balance o coreto.
Acho que ele vai ser engolido pela imundice de lá.
Aquilo não é um circo. Circo é lugar de trabalho.
Aquilo lá deve ser esgoto.
Não ponho a menor fé no país.
E ainda bem que não enganei meus filhos.
Sempre disse que isso aqui não prestava.
E que a gente tinha que, dentro da podridão toda em que se vive rodeado, caminhar reto para não ser contaminado.
E viver aqui até porque não se tinha para onde ir.
Deu certo. Não foi em vão minha pregação.

Como não moro em São Paulo, vou escolher por aqui alguém que tenha um bom antecedente de moralidade, de correção no serviço público.
Não sei se depois, nunca outra eleição, repetiria meu voto. Mas, vou tentar acertar, nesta.

Minha caixa de emails tem recebido propaganda, pedidos de votos.
E eu faço questão de responder a todos a mesma mensagem. Ou seja: Tô fora.

Liliane

segunda-feira, setembro 20, 2010

Que nomes


Já imaginou alguém se chamar alorovando? Seria a junção de dona aloroilde com seu vando? Não, não foi essa junção. Foi nome criado por quem não tem o que fazer. Ou esquece que quem vai carregar isso o resto da vida pode(tem todo direito) de não gostar.
Pra completar hoje foi um chamado malton.
Malton sorria e dizia que era do bem.
Eu acreditei.
Liliane

domingo, setembro 19, 2010

Vizinha

Fez 14 anos que compramos esse apartamento.
Grande, bem dividido, numa bela localização.
São só 2 aptos por andar.
A vizinha do lado já morava aqui, quando chegamos.
É uma senhora que parece nunca ter trabalhado que não fosse "do lar". E que mora com o marido um senhor educado e bem agradável.
Não sou de fazer amizades com vizinhos. Só o mínimo, bem mínimo, necessário.
E já fui síndica do predio.

Há pouco mais de 1 anos ela, vizinha, na faixa dos 78 anos, vem com visível, para mim, mudança de comportamento.
Sempre de cara amarrada até para cumprimentar quando, raramente, coincide de nos encontramos na porta do elevador.
Começou a implicar com os enfeites (máscaras) e quadro que coloquei o hall de entrada.
O marido, delicadamente, veio pedir para retirar pois ela dizia ser a parede dela.
Tirei e coloquei na "minha parede".
E na "minha parede" coloquei um monte de máscaras, bem arrumadinhas e também o tal quadro.
Há pouco mais de 1 ano, também, ela começou a empurrar minha lixeira para fora do lugar.
Ela empurra e eu empurro de volta. E ela deve ser irritar porque eu não "tô nem aí" para o que ela está fazendo.
Tenho quase certeza que ela está no inicio ou no meio de um processo demencial.
Mudança de comportamento é muito típico do quadro.
Mas vamos continuar assim . Ela empurra para cá e eu empurro para lá.
Liliane

sexta-feira, setembro 17, 2010

Fiz isso

Peguei isso que era um castiçal em madeira e que o tempo e a maresia tinha semi-acabado.
E mais essa caixa de ovos.E fiz esses jardins de flores. E já mandei de presente para enfeitar a mesa de trabalho de Adriana Câmara.
Ela vai gostar.
Estou cheia de coisas para fazer. O que falta é tempo.
Liliane




segunda-feira, setembro 06, 2010

Jardins e grampeador.

Ontem, domingo, passei a manhã fazendo uns trabalhos manuais.
Depois de vê na abertura do blog da Solange-Canteiro de ideias- uma caixa de ovos com flores, resolvi guardar as cxs de ovos e usa-las com flores.
Já tinha feito umas poucas e tinha levado para presente para funcionárias do Hospital.
Enfeita alguns consultórios por lá

No sábado comprei um monte de flores e de frutas, artificiais.

Fiz esse monte que está aí.
Tem jardins com frutas e com flores. Depois tentei usar olhando essa figura aí de baixo um grampeador de tapeceiro que comprei na semana passada.
Lembrei que meu marceneiro, Rosinaldo, já tinha dito que não era necessário comprar isso.
Acho que ele "visualizou" como seria difícil para mim, usa-lo. E foi.

Tem que botar força. Muita força. Fiquei fraca de tanto que apertei.
Esse é meu lindo grampeador.
E essa é a caixa de papelão que tentei fazer com o novo grampeador e não consegui.
É duro. Tem que ter força. Ainda não tenho.



Terminei cobrindo a cx com o grampeador de uso normal e cola quente.
A cx ficou bonitinha. Vai ter uso sim, mas ainda não sei para que.
Posso fazer melhor.


Esse jardim ambulante já tem "donos e donas".
Liliane